Image Image Image Image Image
/ /
Scroll to Top

Para o Topo

Destaque

26

Feb
2019

EmDestaque
Notícias

Programa Cultura Comunitária é apresentado no México: as comunidades no centro da política cultural

Em26, Feb 2019 | EmDestaque, Notícias |

Na segunda-feira, 25 de fevereiro, a secretaria de Cultura do Governo do México, Alejandra Frausto Guerrero, apresentou oficialmente o Programa Cultura Comunitária em San Pablo del Monte, Tlaxcala. Com uma estratégia integral em que pela primeira vez participarão diversas instâncias do governo federal, governos estaduais e locais, a comunidade artí­stica e a iniciativa privada, o programa será implementado em 720 municípios que requerem atenção imediata e onde o capital artí­stico e cultural será motor de desenvolvimento, para fazer da cultura o principal eixo de transformação do paí­s.

Acompanhada de personalidades como o governador de Tlaxcala, Marco Antonio Mena, e o representante da Unesco no México, Frederic Vacheron, Frausto Guerrero destacou que Cultura Comunitária é um programa que garante os direitos culturais por meio da inclusão das coletividades mais vulneráveis. A iniciativa contará este ano com um orçamento de 400 milhões de pesos mexicanos (o equivalente a 20 milhões de dólares), inicialmente en comunidades que tradicionalmente têm estado excluídas dos circuitos culturais.

(Fotos: Secretaría de Cultura del Gobierno de México)

Linhas de ação

Serão quatro os eixos de trabalho: “Missões pela diversidade cultural”; “Canteiros criativos”; “Territórios de paz”; “Comunidades criativas e transformação social”. Para o primeiro serão destinados 150 milhões de pesos; os dois seguintes terão 200 milhões, e o quarto receberá 50 milhões do orçamento total na moeda mexicana. As convocatórias já estão abertas na página culturacomunitaria.gob.mx para os artistas, professores e produtores interessados em participar das duas primeiras linhas.

“Missões pela diversidade cultural” contempla a realização de jornadas de trabalho para detectar as necessidades culturais em nível municipal; criar espaços de possibilidade, encontro e intercâmbio de saberes e experiências locais; assim como um mecanismo para mapear a infraestrutura, agentes e práticas artísticas e culturais. O projeto se desdobrará em 10 equipes regionais, que por sua vez formarão 32 equipes estaduais encarregadas de implementar as jornadas territoriais nos municípios.

O segundo eixo, “Canteiros criativos” (em espanhol, “Semilleros creativos”), contará com grupos permanentes de criação coletiva e participação, com crianças e jovens, que lhes permitam construir diálogos criativos e relações solidárias em seus entornos sociais e comunitários.

A linha de ação “Territórios de paz”, por sua vez, prevê a criação de laboratórios multidisciplinares para a inovação cultural denominados Nós de Paz (“Nodos de Paz”), instalados em diversos municípios do país. A partir destes “nós” será fomentada a articulação de experiências comunitárias, sua vinculação com instituições culturais, o desenvolvimento de projetos colaborativos e o fortalecimento de capacidades locais.

O quarto eixo, “Comunidades criativas e transformação social”, buscará o fomento à criação em suas diversas dimensões, potenciando o reconhecimento de práticas culturais e artísticas tradicionais e inovadoras, ao colaborar em processos de pesquisa, formação, produção, reflexão, difusão e preservação.

 

Depois do lançamento do Programa Cultura Comunitária em Tlaxcala, ele será apresentado nesta quarta-feira, 27 de fevereiro, em Atoyac, Guerrero, e no dia 9 de março começarão as Missões pela diversidade cultural em Pátzcuaro, e posteriormente em Hidalgo, Baja California e Baja California Sur. O objetivo deste programa – que antes de tudo é uma polí­tica de reconhecimento das culturas locais – é que em três anos esteja implementado em todos os municípios do paí­s.

 

Fonte: Secretaría de Cultura del Gobierno de México

 

Leia também:

Presentan en Tlaxcala el Programa Cultura Comunitaria que garantizará los derechos culturales

Tags | ,