Image Image Image Image Image
/ /
Scroll to Top

Para o Topo

Destaque

13

Dec
2019

EmDestaque
EDITAIS
Notícias

IberCultura Viva abre convocatória para o Banco de Saberes Culturais e Comunitários

Em13, Dec 2019 | EmDestaque, EDITAIS, Notícias |

Nesta segunda-feira 16 de dezembro começa o prazo de postulações ao Banco de Saberes Culturais e Comunitários IberCultura Viva. As organizações culturais comunitárias e/ou os povos indígenas interessados em propor uma atividade de intercâmbio para compartilhar sua experiência com outros coletivos, comunidades e povos dos países integrantes do programa podem inscrever suas propostas na plataforma Mapa IberCultura Viva. Esta convocatória permanecerá aberta de forma permanente, com cortes bimestrais para revisão e carregamento das propostas recebidas.

As propostas do Banco de Saberes IberCultura Viva serão colocadas em circulação nos editais IberEntrelaçando Experiências. Assim, ao participar do Banco de Saberes, as organizações culturais comunitárias e/ou povos indígenas manifestam seu interesse de viajar a outros países para compartilhar suas experiências com outras comunidades. No momento em que o programa habilitar um edital IberEntrelaçando Experiências, as organizações culturais comunitárias e/ou povos indígenas interessados/as em receber em seus territórios as propostas  inscritas no Banco de Saberes poderão postular como comunidades anfitriãs desses intercâmbios.

 

Primeira edição

Neste 2019, ano em que se lançou a primeira edição de IberEntrelaçando Experiências, organizações e coletivos de nove países apresentaram 25 propostas de capacitações e espaços de intercâmbio para compartilhar com outros coletivos. Na segunda etapa do edital, quando as organizações puderam escolher que propostas do banco de saberes queriam desenvolver em seus territórios, foram recebidas 23 postulações de oito países. Treze organizações foram selecionadas como comunidades anfitriãs

Nesta primeira edição, o programa IberCultura Viva comprou passagens aéreas e seguros de viagem para as pessoas facilitadoras das capacitações, e as comunidades anfitriãs se encarregaram de hospedagem, alimentação e traslados dentro do território local. Os intercâmbios começaram em setembro e seguem até este mês de dezembro.

As organizações e os coletivos que apresentaram propostas de oficinas na primeira etapa do edital deste ano podem atualizar seus projetos já publicados no Banco de Saberes, para que fiquem disponíveis de forma permanente na página web do IberCultura Viva. Para isso, devem comunicar-se com a Unidade Técnica pelo e-mail programa@iberculturaviva.org

 

Critérios de participação

Poderão participar da Convocatória para o Banco de Saberes IberCultura Viva organizações culturais comunitárias e/ou povos indígenas dos países membros do programa, com ou sem personalidade jurídica. Os países que integram IberCultura Viva são: Argentina, Brasil, Chile, Costa Rica, Equador, El Salvador, Espanha, México, Peru e Uruguai. 

Coletivos dos países membros que não tenham personalidade jurídica poderão postular apresentando uma carta aval assinada pelo representante governamental do programa IberCultura Viva em seu país. Os órgãos que respondem pelo programa em cada país (Ministério de Cultura, Secretaria de Cultura ou equivalente) determinarão os critérios requeridos para a emissão de seu aval. No caso do Brasil, é preciso ter o cadastro de Ponto de Cultura na plataforma Rede Cultura Viva (http://culturaviva.gov.br/).

Organizações de países ibero-americanos que não integram o programa poderão participar desta convocatória, mas somente aquelas que contam com personalidade jurídica (neste caso não existe a possibilidade de apresentar uma carta aval).

 

Comitê de seleção

Representantes de quatro países integrantes do Conselho Intergovernamental IberCultura Viva formarão o comitê de seleção das propostas apresentadas ao Banco de Saberes. Entre os critérios que serão levados em conta na avaliação estão a apresentação da documentação exigida, a inclusão da perspectiva de gênero de forma transversal, e o fato de que as pessoas facilitadoras (no máximo duas) sejam maiores de idade e façam parte de organizações culturais comunitárias ou povos indígenas.

Os projetos apresentados devem propor a transmissão ou o compartilhamento de experiências, práticas comuns, metodologias, tecnologias sociais, histórias das comunidades, saberes ancestrais ou tradicionais, etc. Além disso, devem estar devidamente formulados e apresentar coerência interna e objetivos realizáveis no tempo estipulado. As propostas que não reúnam estes critérios serão devolvidas com as observações correspondentes para sua retificação. As aprovadas serão publicadas na página web do programa. O Banco de Saberes encerrará o recebimento de propostas quando o Conselho Intergovernamental assim o estipular.

 

Confira o regulamento do concursohttp://bit.ly/2qKWQHM

Inscrições: https://mapa.iberculturaviva.org/oportunidade/104/

Consultas: programa@iberculturaviva.org

Como registrar-se no Mapa IberCultura Viva: http://iberculturaviva.org/manual/

 

(*) Foto em destaque: Oficina “Dicionários Audiovisuais Comunitários”, realizada pelo coletivo La Combi-arte rodante (Peru) na comunidade Zoque Popoluca de Cabañas, em Acayucan (México), durante o intercâmbio de IberEntrelaçando Experiências, em novembro de 2019. 

Tags | , , ,