Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Para o Topo

argentina

11

jun
2021

Em Notícias

Por IberCultura

Província de Entre Rios terá um ciclo de conversas virtuais da cultura comunitária 

Em 11, jun 2021 | Em Notícias | Por IberCultura

A Secretaria de Cultura de Entre Ríos (Argentina), através da Direção de Formação e Diversidade Cultural, lança o ciclo de conversas virtuais “Tejido Circular”. Dez organizações culturais comunitárias da província vão compartilhar suas experiências, metodologias de trabalho e formas de gestão em 10 encontros virtuais que serão realizados às terças-feiras, a partir de 15 de junho, às 19h (horário de Brasília e Argentina). 

As organizações que participarão são: Taller Flotante, la Unión Entrerriana de Músicos Independientes, Cooperativa Cabayú Cuatiá, EntreAfros, Asociación Gaseti Gazun, Biblioteca Popular Mitre, Radio Comunitaria Sapukay, Asociación Civil Barriletes, Fundación Arbolar e la Red de Comercio Justo Piri Hue.

Este ciclo faz parte dos compromissos assumidos pela Secretaria de Cultura da província como membro da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. (Saiba mais sobre a rede em https://bit.ly/3ceh9SD)

As pessoas interessadas em participar do ciclo de bate-papos devem enviar um e-mail a significandocultura@gmail.com.

Fonte: Secretaría de Cultura de Entre Ríos

Tags | , ,

13

Maio
2021

Em Notícias

Por IberCultura

Ministério de Cultura da Argentina lança Identidades, site de conteúdos e saberes culturais comunitários

Em 13, Maio 2021 | Em Notícias | Por IberCultura

Organizações e projetos comunitários de todo o território argentino agora contam com um espaço de encontro virtual para compartilhar seus conhecimentos, experiências e produções. O site Identidades, que já está disponível com cerca de 500 publicações (em sua maioria, material audiovisual e de rádio), é uma iniciativa da Secretaria de Gestão Cultural do Ministério de Cultura da Argentina levada a cabo pela Direção Nacional de Diversidade e Cultura Comunitária. 

Mais de 130 pessoas participaram do evento de lançamento do site, via Zoom, na sexta-feira, 7 de maio. Além de representantes de organizações culturais comunitárias de diferentes regiões do país, a apresentação contou com intervenções do ministro da Cultura, Tristán Bauer; do secretário de Gestão Cultural, Maximiliano Uceda, e do diretor nacional de Diversidade e Cultura Comunitária, Gianni Buono. 

María Cabrejas, coordenadora de comunicação da Direção Nacional de Diversidade e Cultura Comunitária e responsável pelo site, abriu o encontro virtual destacando o trabalho conjunto realizado para a construção de Identidades, e o propósito de que este espaço continue a se multiplicar, dando visibilidade às iniciativas culturais comunitárias, ajudando a estabelecer redes. 

“Identidades nasceu com o objetivo de dar visibilidade à diversidade das organizações comunitárias, fortalecendo os laços de solidariedade. É uma janela para o setor comunitário comunicar suas ações, suas ideias, seus projetos, e compartilhar experiências socioculturais em âmbito federal. Projetos que nos façam pensar, emocionar, fazer circular a memória coletiva, as vozes, a arte, as lutas e as culturas das comunidades”, afirmou a comunicadora. “(…) Apesar da situação difícil que estamos passando, as comunidades nos ensinam em cada projeto, em cada documentário, em cada programa de rádio que nos mandam, a enfocar o que é importante: a solidariedade, a verdade, a justiça e a beleza.”



Eixos de atuação

O site hospeda documentários, ficções, spots, entrevistas, palestras, podcasts, peças de rádio, videodança e musicais, entre outros materiais produzidos por grupos, organizações e projetos culturais, além de órgãos e programas estaduais. Cada conteúdo é acompanhado de informações sobre a origem, gênero, tema e canais de contato de seus realizadores, para facilitar o intercâmbio e promover a construção de vínculos colaborativos entre os/as usuários/as.

Os conteúdos são organizados em seções que representam as principais linhas de trabalho da cultura comunitária. “Territoriales”, por exemplo, é dedicado a experiências de trabalho coletivo, lutas e construções comunitárias, projetos sociais e de economia popular. “Raíces”, por sua vez, reúne produções e experiências que valorizam o conhecimento das comunidades indígenas, cultura afro, coletividades e migrantes. 

Há também seções como “Diversxs” (para projetos com perspectiva de gênero e ativismos LGBTQI+), “Em Memória” (para a construção coletiva da memória histórica), “Em movimento” (para expressões teatrais, esportivas e artísticas, de corporalidades), “Rádio” (conteúdos sonoros e produções coletivas para rádios comunitárias), “Histórias” (projetos narrativos e experimentais, literários, fotográficos e cinematográficos), “Musicais” (produções musicais solo e coletivas vinculadas a organizações comunitárias) e “Caixa de ferramentas” (recursos educacionais, recreativos e experiências educacionais comunitária).



Uma perspectiva federal e solidária

Como as autoridades apontaram no evento de lançamento, Identidades é um convite para compartilhar histórias, experiências e projetos que promovam uma perspectiva federal e a construção de uma sociedade mais solidária, justa e inclusiva. “Valorizemos este conhecimento diverso, esta heterogeneidade cultural que nos tornou tão fortes e tão diferentes no mundo. Esta é mais uma ferramenta para colocar a Argentina de pé com uma perspectiva federal e solidária”, disse Gianni Buono, diretor nacional de Diversidade e Cultura Comunitária, esperando que este espaço seja “o início de um caminho muito próspero e, sobretudo, muito participativo por parte das organizações”. 

Para Maximiliano Uceda, secretário de Gestão Cultural, “estas plataformas permitem-nos amplificar a voz que já existe, que é a voz dos territórios, que é a voz que se produz constantemente e que é o que configura uma identidade coletiva”. Ao comentar a importância de políticas públicas como a dos Pontos de Cultura, que legitimam o que já tem legitimidade territorial, Uceda disse que Identidades será uma grande janela para se chegar a uma política com a capilaridade necessária aos territórios. “E que entendamos e nos colocamos à disposição do territorial como grande configurador do comunitário, do cultural, como grande parte do que significa ser argentina e argentino”.

Antes da intervenção do ministro da Cultura, representantes de organizações culturais comunitárias que enviaram conteúdo para o novo site falaram sobre a iniciativa e a importância de ter um espaço como este para compartilhar suas experiências. Ariel Ogando falou em nome do Wayruro, um coletivo de comunicação popular fundado em 1994 em Jujuy. Mariana Villani, pelo coletivo feminista Red Magdalenas; Julian Rossini, pela Orquestra La Casita de los Pibes; Nacho Aguilar, por La Mosquitera, rádio comunitária de Mendoza; Estela Calvo, pelo Res o no Res, grupo de teatro comunitário de Buenos Aires; e os jovens rappers Fabian e Luis, pelo projeto intercultural Ha’e Kuera Ñande Kuera, de Puerto Iguazú, Misiones. 

Além deles, Gustavo Cataldi apresentou Birritácora, documentário transmídia sobre o cineasta Fernando Birri (1925-2017), um dos conteúdos que se destaca em Identidades. “Birritácora pretende abranger toda a obra artística de Birri, que foi um artista multifacetado, cineasta, pintor, titereiro, ator, poeta. A ideia é reunir toda a sua arte e sua marca, numa construção comunitária e coletiva, (…) e ter neste espaço um ponto de encontro onde possamos nos conhecer, armar redes e continuar a expandir e manter viva a chama do Fernanda”, comentou Cataldi. 

Ao tomar a palavra, o ministro Tristán Bauer celebrou as iniciativas culturais comunitárias apresentadas e afirmou como é fundamental, nos tempos em que vivemos, continuar com o trabalho territorial. “Somos filhos desses encontros, dessas mobilizações massivas, desses encontros, desses abraços, desse marchar juntos, mas nos últimos anos, e ainda mais agora na pandemia, é imprescindível habitar esse território virtual, povoá-lo, vivê-lo”, ressaltou. 

Segundo Bauer, Identidades é uma nova ferramenta para continuar construindo esse entramado cultural no território virtual. “Estamos dando um primeiro passo muito importante. Façamos crescer este espaço entre todos nós, pela memória de tantos colegas que, dos seus bairros, das suas casas, dos seus centros culturais, dos seus teatros independentes, das suas escolas, constroem dia a dia esta trama. (…) Em tempos de pandemia, e quando sairmos mais fortes desta pandemia, vamos encontrar no Identidades um local para partilhar os nossos conhecimentos e para gerar, criar e promover uma verdadeira cultura comunitária”.

(*) Pessoas interessadas em enviar conteúdo, compartilhar projetos ou experiências dentro do site devem escrever para identidades@cultura.gob.ar.

Tags |

30

mar
2021

Em Notícias

Por IberCultura

Território de Saberes: inicia-se um novo ciclo de formação para a cultura comunitária na Argentina

Em 30, mar 2021 | Em Notícias | Por IberCultura

O Ministério da Cultura da Argentina, por meio da Direção Nacional de Capacitação Cultural da Secretaria de Gestão Cultural, lançou nesta segunda-feira, 29 de março, uma nova edição do Território de Saberes, o ciclo federal de formação a distância em temas estratégicos para a cultura comunitária.

A convocatória busca promover o desenvolvimento integral de coletivos culturais e organizações comunitárias em todo o país, para que realizem atividades formativas em seus territórios e gerem um espaço de intercâmbio horizontal para a construção do conhecimento e a democratização do conhecimento.

O ciclo terá duração de três meses e será virtual. O curso é composto por três módulos, com encontros e espaços de oficinas, dos quais participarão referências da cultura comunitária, pesquisadores e formuladores de políticas públicas. Os encontros abordarão temas como igualdade de gênero, soberania alimentar, direitos das comunidades indígenas, cooperativas, educação popular e cultura comunitária, entre outros.

Esta edição tem o apoio da Diplomatura em Mediação Cultural, Comunidade, Artes e Tecnologias da Universidade Nacional das Artes. O período de inscrições se encerra em 11 de abril. O curso será realizado entre 26 de abril e 12 de julho.

Saiba mais: https://bit.ly/31vF7Db

Consultas: territordesaberes@cultura.gob.ar

Fuente: Ministerio de Cultura de la Nación

Tags | ,

30

mar
2021

Em Notícias

Por IberCultura

Ministro da Cultura da Argentina reúne-se com representantes dos Pontos de Cultura de diferentes províncias 

Em 30, mar 2021 | Em Notícias | Por IberCultura

Para conhecer de perto a situação do trabalho cultural comunitário, o ministro da Cultura da Argentina, Tristán Bauer, está mantendo reuniões com representantes dos Pontos de Cultura em diferentes partes do país. Em uma de suas viagens em março, em Ushuaia, esteve na Biblioteca Popular Sarmiento, onde se reuniu com beneficiários/as de alguns programas como Manta, Fondo Desarrollar e Pontos de Cultura, e conheceu a experiência de artesãos, artistas de teatro, realizadores e bibliotecários que receberam apoio financeiro no último ano para dar continuidade às suas atividades. 

Na província de Neuquén, o ministro se reuniu com o artesão Walter Cardozo e a artesã Daniela Rodríguez, da comunidade mapuche Lof Newen Mapu, beneficiários do programa Manta. Em seguida, realizou um encontro, na Biblioteca Popular Eliel Aragón, com beneficiários dos programas Fondo Desarrollar e Pontos de Cultura, para conhecer seus projetos e trocar experiências. 

“Estamos fazendo essas viagens pelo país com a ideia de trabalharmos juntos em uma agenda comum. A pandemia tem sido muito dura para as indústrias culturais e hoje estamos reabrindo os espaços, com muito cuidado, cumprindo os protocolos. Foram tempos de investimento para sustentar espaços culturais e apoiar os trabalhadores e trabalhadoras da cultura”, disse Tristán Bauer durante a viagem a Neuquén.

Em fevereiro, o ministro já havia visitado as províncias de Salta, Tucumán e Jujuy. Em sua viagem pela província de Tucumán, Tristán Bauer se reuniu com participantes de Pontos de Cultura para trocar experiências e conhecer o trabalho que cada organização realiza em busca do desenvolvimento cultural. Em março, esteve também em Quilmes, na província de Buenos Aires, onde se reuniu com pessoas do município que foram beneficiadas com recursos dos programas Fondo Desarrollar e Pontos de Cultura.

Encontro de Pontos

Bauer também participou do encontro de Pontos de Cultura: “Cultura Comunitária na Perspectiva de Gênero”, organizado pelo Ministério da Cultura da Nação em conjunto com o Ministério da Mulher, Gênero e Diversidade. “Cada uma dessas lutas que vocês levam adiante é um aprendizado para todos nós. Não cessem essa luta nem um instante”, disse o ministro aos participantes do evento, realizado nos dias 6 e 7 de março no Parque Tecnópolis, em Buenos Aires, também com a presença da ministra da Mulher, Gênero e Diversidade, Elízabeth Gómez Alcorta. O encontro ocorreu durante a segunda edição do “Nós Movemos o Mundo”, semana de atividades no âmbito do Dia Internacional da Mulher Trabalhadora. 

Tags | ,

18

set
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Territorio de Saberes: un ciclo de formación virtual para colectivos y organizaciones comunitarias de Argentina 

Em 18, set 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

Este viernes 18 de septiembre se abrió el plazo de inscripciones para el Ciclo Territorio de Saberes, que seleccionará a 140 personas integrantes de colectivos y organizaciones culturales comunitarias de Argentina para una formación virtual de intercambio de saberes. El curso se realizará entre el 19 de octubre y el 16 de diciembre de 2020. Las personas interesadas en participar tienen hasta el 30 de septiembre para completar sus formularios y enviar sus postulaciones.

Este ciclo de formación virtual tiene una duración de dos meses y se organiza a través de tres módulos que incluyen clases, espacios de aula taller y conversatorios. En estos espacios participan referentes/as de la cultura comunitaria, investigadores/as y efectores/as de políticas públicas. 

La actividad tendrá por objetivo propiciar el debate y la construcción de conocimiento sobre ejes y temáticas estratégicos para la cultura comunitaria. También se solicitará un plan de socialización y/o trabajo posterior para llevar a cabo dentro de la organización o colectivo, con los temas y contenidos abordados en el ciclo.

El programa está organizado en tres ejes de trabajo: 1) Cultura comunitaria y educación popular; 2) Cultura comunitaria, soberanía alimentaria y antiespecismo;  3) Cultura comunitaria y comunicación. En las clases se abordarán temas como el paradigma de la cultura comunitaria, el derecho a la diversidad e igualdad de género, los derechos de los pueblos originarios, y el cooperativismo. 

El curso es una iniciativa de la Dirección Nacional de Formación Cultural, perteneciente a la Secretaría de Gestión Cultural del Ministerio de Cultura de la Nación, y cuenta con el apoyo de la Diplomatura en Mediación Cultural, Comunidad, Artes y Tecnologías de la Universidad Nacional de las Artes.

 

Más información: https://www.cultura.gob.ar/territorio-de-saberes-9516/

Consulta: territoriodesaberes@cultura.gob.ar

(Fuente: Ministerio de Cultura de la Nación)

Tags | ,

01

set
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Municipalidade de Córdoba abre convocatória para o curso “Desafios para o Reencontro”

Em 01, set 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

Nesta terça-feira 1° de setembro abrem-se as inscrições para o programa de formação de Promotoras Culturais Comunitárias, organizado pela Subsecretaria de Cultura da Municipalidade de Córdoba dentro de seu Plano de Compromisso Cultural.

“Desafios para o Reencontro” é um curso/oficina de formação destinado a 60 mulheres maiores de 18 anos e integrantes de organizações comunitárias que desenvolvem atividades culturais na cidade de Córdoba. Serão concedidas 60 becas de $7.500 pesos argentinos cada. 

A capacitação busca fortalecer o papel das promotoras culturais comunitárias, oferecendo-lhes recursos e ferramentas que permitam abordar, analisar e propor projetos culturais comunitários, com uma perspectiva de gênero e territorial de acordo com os novos cenários pós-pandêmicos que se configuram nos bairros. O prazo de inscrição se encerra em 22 de setembro.

Confira o regulamento: https://bit.ly/32KzMIh

Consultas: promotorasculturales.cba@gmail.com

 

(*) Córdoba é uma das municipalidades integrantes do Grupo de Trabalho de Governos Locais de IberCultura Viva. Saiba mais sobre o GT em https://bit.ly/2qfWWqB

 

Tags | , , ,

17

jul
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Sai a lista de 24 selecionados da convocatória do programa Territórios, de Córdoba

Em 17, jul 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

A Subsecretaria de Cultura da Municipalidade de Córdoba (Argentina) anunciou nesta quinta-feira 16 de julho os 24 selecionados do programa Territórios para projetos culturais comunitários. A convocatória foi lançada em 18 de maio como parte do Plano de Compromisso Cultural, que oferece uma série de ações excepcionais destinadas a atender a crítica situação de trabalhadores e coletivos do âmbito cultural local, como consequência da atual conjuntura de pandemia por Covid-19. 

Os 24 projetos selecionados são: Jeta Brava; Casa Macuca; Grupo de Trabajo Comunitario; Asociación Civil La Matria; Mujeres Activando; Asociación Civil Biblioteca Popular Casa del Pueblo Alberdi; Colectivo Cultural Zur/ Encuentro de Organizaciones; Asociación Civil “Orilleros de la Cañada”; Programa del Sol Asociación Civil; Red Zonal Ruta 20; Red de Orquestas Barriales de Córdoba/ Summa/ Humanitas Asociación Civil; Coordinadora de Barrios Eva Perón/ Salón Comunitario Rayitos de Amor; UDAIC – Unión de Artesanos Independientes de Córdoba; Espacio Cultural de Libre Vuelo; “Remando entre barrios”/ Red del Tropezón y El Sauce; Cooperativa San Carlos; Mesa de Trabajo Pueyrredón; La Casita. Espacio Cultural; Red Rivera Indarte; Biblioteca Popular Alfonsina Storni; Biblioteca – Ludoteca “Salud – Arte”; Centro Cultural El Juntadero; Asociación Civil Salón Comunitario El Polito; e Encuentro de Lilas, Mujeres en Libertad.

Esse conjunto de projetos beneficiados abarca os bairros de Argüello, El Chingolo, SEP, El Chaparral, Villa Boedo, Alberdi, Villa Urquiza, Villa La Lonja, Costa Cañada, Bella Vista, Güemes, Observatorio, Villa Costa Cañada, Suárez, Yapeyú, Marqués Anexo, Angelelli, Ciudad de los Cuartetos, Villa 9 de Julio, Villa El Tropezón, Camino a San Carlos, Bajo Pueyrredón, Rivera Indarte, Villa Allende Parque, Maldonado e Zepa B, estendendo-se ao largo de toda a cidade.

 

O programa

Territórios é o programa que tem por objetivo principal reconhecer e acompanhar as organizações culturais comunitárias, que através de seus diversos projetos fortalecem a participação e o vínculo entre vizinhas e vizinhos da cidade de Córdoba, promovendo o desenvolvimento da cultura popular.

Os projetos selecionados abarcam um amplo leque de experiências culturais de bairros que desenvolvem temáticas artísticas, lúdicas, literárias, ambientais, de gênero e alimentação, desde uma perspectiva de construção comunitária e territorial.

As organizações selecionadas vão realizar suas propostas em distintos bairros da cidade, possibilitando a participação ativa das vizinhas e vizinhos desses territórios e fortalecendo por sua vez seus vínculos e relações, assim como o intercâmbio destas experiências entre as pessoas e grupos selecionados.

 

FonteMunicipalidad de Córdoba

 

Leia também:

Municipalidade de Córdoba lança a convocatória do programa Territórios

 

(*) Córdoba é uma das municipalidades integrantes do Grupo de Trabalho de Governos Locais de IberCultura Viva. Saiba mais sobre o GT em https://bit.ly/2qfWWqB

Tags | , ,

23

jun
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Programa Pontos de Cultura da Argentina anuncia primeiros projetos selecionados na Convocatória 2020

Em 23, jun 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

Foi divulgado o resultado da primeira instância da Convocatória 2020 de Pontos de Cultura da Argentina. Do total de projetos apresentados, 213 foram selecionados pelo júri para serem beneficiados nas distintas linhas de apoio oferecidas pelo Programa Pontos de Cultura: 117 propostas pertencem a organizações com personalidade jurídica, 88 a organizações sem personalidade jurídica e oito a redes que agregam organizações. A segunda instância foi encerrada em 19 de junho, com um total de 1.936 propostas recebidas.

Esta iniciativa é realizada como uma das ações implementadas pelo Ministério de Cultura da Nação, através da Secretaria de Gestão Cultural, para acompanhar os trabalhadores e as trabalhadoras da cultura nesta conjuntura de emergência sanitária pela pandemia da COVID-19.

A convocatória conta com um orçamento de 100 milhões de pesos (50 milhões para cada instância), que representam uma ampliação histórica tanto para o Programa Pontos de Cultura como para o setor das organizações comunitárias. As organizações selecionadas serão incorporadas ao programa e passarão a fazer parte da Rede Federal de Pontos de Cultura.

Para a avaliação foram levados em conta os seguintes critérios: impacto sociocultural, consistência e factibilidade; valor do projeto como ferramenta de inclusão social; demanda cultural do território de inserção do projeto; fomento das identidades locais e regionais; entre outros. Também contou pontos a adaptação das propostas ao contexto de isolamento social preventivo e obrigatório, e a adequação das mesmas aos objetivos estratégicos do programa.

⇒Confira a lista de projetos selecionados 

 

Consultas: puntos@cultura.gob.ar

Fonte: Ministerio de Cultura de la Nación

Tags | ,

04

jun
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Pontos de Cultura da Argentina: edital tem prazo prorrogado e orçamento duplicado

Em 04, jun 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

Devido à quantidade de inscritos e ao momento que atravessa o setor da cultura e seus trabalhadores, o Ministério de Cultura da Argentina se dispôs, por meio da Secretaria de Gestão Cultural, a duplicar o orçamento inicial do programa Pontos de Cultura e estender o prazo de inscrição até 19 de junho.

Em sua primeira etapa, a convocatória contou com um orçamento de 50 milhões de pesos argentinos. Foram apresentados mais de mil projetos de todo o país. Para a segunda instância, iniciada em 9 de maio, somam-se outros 50 milhões de pesos argentinos com o objetivo de ampliar as linhas de apoio e agregar novos Pontos de Cultura à rede nacional.

Este aumento no orçamento representa uma ampliação histórica, tanto para o programa como para o setor das organizações comunitárias, e se insere no contexto das políticas que o Ministério de Cultura vem desenvolvendo para dar resposta aos trabalhadores e trabalhadoras da cultura nesta situação de emergência pela pandemia da COVID-19.

 

Aporte financeiro

Os projetos selecionados nesta convocatória receberão o aporte financeiro solicitado, além de integrar-se às distintas redes e espaços de cultura comunitária. O montante que se pode solicitar por projeto é de 300 mil pesos argentinos para organizações com personalidade jurídica; 125 mil para organizações sem personalidade jurídica, e 700 mil para redes que congregam organizações.  

 

Consultas: puntos@cultura.gob.ar

Fonte: Ministerio de Cultura de la Nación

 

Leia também:

Maior orçamento para Pontos de Cultura na Argentina é uma das medidas para o setor ante a COVID-19

Tags | ,

07

Maio
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Municipalidade de Córdoba apresentará em encontro virtual as medidas extraordinárias dirigidas ao setor da cultura

Em 07, Maio 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

Na próxima segunda-feira 11 de maio, às 18h, a Subsecretaria de Cultura da Municipalidade de Córdoba e a Faculdade de Artes realizam (pela plataforma Google Meet) uma conversa sobre o Plano Compromisso Cultural, para apresentar medidas extraordinárias dirigidas aos diversos setores do campo cultural propostas pelo governo local.

As medidas incluem os editais Cultura em Movimento, Cenas ao Encontro e Arte Hoje, que estão abertos até 18 de maio e são dirigidos a artistas, trabalhadores e fazedores de cultura. A iniciativa consiste, segundo cada edital, na apresentação de propostas de oficinas, seminários, clínicas; ou de produção de artes cênicas, musicais, sonoras, visuais ou multimídia como contrapartida ao incentivo econômico que a municipalidade realizará para os/as selecionados/as. 

Além disso, serão apresentados três programas dirigidos pontualmente ao setor da cultura comunitária: Territórios, Desafios para o Reencontro e Projetar a Alegria. Estes programas têm como objetivo reconhecer as organizações culturais comunitárias, que através de seus projetos fortalecem a participação e o vínculo entre vizinhas e vizinhos da cidade, promovendo o desenvolvimento da cultura popular. Estas atividades ou produções artísticas serão realizadas quando o isolamento social obrigatório estiver concluído. 

Participarão do encontro virtual a diretora geral de Gestão Cultural, Julia Oliva Cuneo; o diretor de Cultura e Patrimônio, Juan Martín Sequeira, e a diretora de Cultura Viva, Marihem Soria. É necessário completar um formulário de inscrição para participar da  conversa: https://forms.gle/qfdfT4o2ptr3bQQAA.

 

Saiba mais: https://cultura.cordoba.gob.ar/

Consultas: extension@artes.unc.edu.ar

 

(*) A Municipalidade de Córdoba é uma das integrantes do Grupo de Trabalho de Governos Locais de IberCultura Viva. Saiba mais sobre o GT em https://bit.ly/2qfWWqB 

Tags | , ,