Image Image Image Image Image
/ /
Scroll to Top

Para o Topo

Red de Ciudades

15

Sep
2020

EmNotícias

PorIberCultura

Província de Chaco se incorpora à Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais 

Em15, Sep 2020 | EmNotícias | PorIberCultura

A província de Chaco, na Argentina, acaba de se somar à Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. A carta de adesão foi assinada por Silvia Mariela Quirós, presidenta do Instituto de Cultura do Governo de Chaco, que delegou a Francisco Benítez o papel de representante da província ante a rede, nas atividades de articulação com o programa para este 2020.

Francisco “Corcho” Benítez é diretor do Centro Cultural Alternativo, o Cecual, uma institución pública que pertence ao Instituto de Cultura de Chaco e chama a atenção por uma particularidade: seu espaço físico funciona como uma “vizinhança cultural” onde convivem vários coletivos independentes. 

Com o lema “cultura do encontro”, o Cecual é um espaço de formação e extensão para a comunidade, desenvolvendo múltiplas atividades voltadas para práticas culturais solidárias, geração de espaços de convivência, oficinas de inclusão, infância e meio ambiente, ciclos de bate-papos, música e espetáculos diversos. Trata-se de uma experiência de gestão associada com a comunidade, inclusive em termos de elaboração de projetos e de decisão de orçamentos. 

Cultura de pátio: o Cecual é uma experiência de gestão associada com a comunidade

 

Formação da rede

Com a incorporação de Chaco, a Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais passa a ter oficialmente 12 integrantes, sendo duas províncias (Entre Ríos e Chaco) e 10 municípios: San Carlos, Comodoro Rivadavia, Almirante Brown, Corrientes e Marcos Juárez (Argentina); Niterói (Brasil); San Pedro de la Paz (Chile); Medellín (Colombia); San Luis Potosí e Zapopan (México).

Esta rede é um espaço de cooperação e intercâmbio, lançado pelo programa em 2019, no 3º Encontro de Redes IberCultura Viva, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento das experiências e dos processos culturais de forma participativa, colaborativa e com trabalho intersetorial. 

A formalização da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais se deu depois de mais de um ano de atividades do Grupo de Trabalho de Governos Locais formado em Quito (Equador) em 2017, durante o 2º Encontro de Redes IberCultura Viva. 

Ainda que a rede já esteja oficialmente constituída, o GT de Governos Locais segue aberto, com mais de 20 municipalidades integrantes, mantendo comissões de trabalho e ocupando-se de informar quem não conhece a rede e de acompanhar os processos para as adesões.

Os municípios, províncias, estados ou departamentos participantes da rede e do GT  propõem projetos para desenvolver junto com o programa, além de aproveitar os espaços de encontros para gerar consensos e relatos comuns e poder melhorar as políticas culturais de base comunitária desenvolvidas em seus territórios.

⇒Confira o documento com os parâmetros para a inclusão na Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais

 

 

 

Tags | , , ,

12

Sep
2020

EmNotícias

PorIberCultura

01

Sep
2020

EmNotícias

PorIberCultura

21

Aug
2020

EmNotícias

PorIberCultura

Rede de Cidades e Governos Locais conta com mais dois integrantes: San Carlos e Comodoro Rivadavia

Em21, Aug 2020 | EmNotícias | PorIberCultura

Dois municípios da Argentina se incorporaram à Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais neste mês de agosto: San Carlos e Comodoro Rivadavia. Os dois novos integrantes somam-se aos outros nove governos locais que aderiram oficialmente a este espaço de cooperação lançado pelo programa em 2019, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento das experiências e processos culturais de base comunitária de forma participativa, colaborativa e com trabalho intersetorial.

A Municipalidade de San Carlos (departamento de San Carlos, província de Salta), que já participava do Grupo de Trabalho de Governos Locais IberCultura Viva, terá como representante na rede Gastón Contreras, diretor de Cultura. A carta de adesão foi firmada pelo prefeito Héctor R. Vargas, em 4 de agosto. 

Em nome da Municipalidade de Comodoro Rivadavia  (província de Chubut), assinaram a carta o prefeito Juan Pablo Luque e a secretária de Cultura, Liliana Peralta, que será a representante do governo local na rede.

 

O que é a rede

A Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais se constituiu oficialmente no 3º Encontro de Redes IberCultura Viva, realizado em Buenos Aires (Argentina) em maio de 2019. A iniciativa foi formalizada depois de mais de um ano de atividades do Grupo de Trabalho (GT) de Governos Locais formado em Quito (Equador) em 2017, durante o 2º Encontro de Redes IberCultura Viva. 

A iniciativa de articulação com governos locais surge como uma linha de ação de IberCultura Viva, uma vez que estas são as instâncias do poder público que estão mais próximas dos principais sujeitos com que o programa trabalha: as organizações culturais comunitárias e os povos originários

Diferentemente dos países membros – que aderem ao programa através de uma carta enviada à Secretaria Geral Iberoamericana e mediante o compromisso de contribuição de recursos –, os governos locais não têm que fazer aportes monetários ao Fundo IberCultura Viva. Sua contribuição se dá por meio de ações de articulação.

Os municípios, distritos e estados participantes desta rede e do Grupo de Trabalho de Governos Locais devem propor projetos para desenvolver em conjunto com o programa. Devem, também, aproveitar estes espaços como instâncias de reflexão, para gerar consensos e relatos comuns sobre o que são as políticas culturais de base comunitária e poder melhorar estas políticas em seus territórios.

 

Saiba mais sobre a rede: http://iberculturaviva.org/rede-de-cidades/

 

Leia também:

Red IberCultura Viva de Ciudades y Gobiernos Locales – Mecanismos de adhesión

 

(Foto: 3º Encontro de Redes IberCultura Viva. Buenos Aires, Argentina, maio de 2019)

Tags | , ,

17

Aug
2020

EmNotícias

PorIberCultura

Programa Zapopan Comunitária organiza encontros virtuais para a capacitação das organizações

Em17, Aug 2020 | EmNotícias | PorIberCultura

 

Nesta segunda-feira 17 de agosto, a Direção de Cultura do Governo de Zapopan (Jalisco, México) inicia uma série de encontros virtuais como parte de seu programa de fortalecimento para as Organizações Culturais Comunitárias (OCC). Ao longo de quatro meses, o governo municipal, através do Programa Zapopan Comunitária, trabalhará com as OCC em marcos conceituais, de direitos e fortalecimento de seus sistemas organizacionais (identidade, planejamento operativo, sistemas de organização, sustentabilidade, articulação e incidência). 

O primeiro conversatório será “Princípios da Cultura Viva Comunitária”, que contará com a participação de Eduardo Balán, coordenador geral da produtora/escola cultural comunitária El Culebrón Timbal, desde Buenos Aires, Argentina, como palestrante. O encontro começará às 19h (hora de Cidade de México) com transmissão ao vivo pelo Facebook de Cultura Zapopan.

Os próximos encontros estão previstos para as segundas-feiras 31 de agosto (“As organizações culturais e o desenvolvimento comunitário”), 14 de setembro (“Assembleias e consensos nas Organizações Culturais Comunitárias”), 5 de outubro (“Articulação e redes de Cultura Comunitária”) e  9 de novembro (“Economia alternativa na Cultura Viva”).

Zapopan é uma das municipalidades integrantes da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. A Direção de Cultura do Governo Municipal lançou recentemente o registro de organizações e agrupações culturais comunitárias e o registro de agentes aliados de Pontos de Cultura.

Esses registros buscam identificar, reconhecer, fortalecer e propiciar a articulação em rede das organizações sociais que mantêm um trabalho contínuo a partir da arte e das culturas, contribuindo para atender necessidades locais (como a melhora da educação, da saúde e da segurança) e estimular processos de desenvolvimento individual e comunitário.

 

 

 

Tags | , , ,

30

Jul
2020

EmNotícias

PorIberCultura

Almirante Brown e Entre Rios se incorporam à Rede de Cidades e Governos Locais

Em30, Jul 2020 | EmNotícias | PorIberCultura

A Municipalidade de Almirante Brown (Buenos Aires) e o Governo da Província de Entre Rios, ambos da Argentina, são os novos integrantes da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. O município e a província já participavam do Grupo de Trabalho de Governos Locais (foto), criado em novembro de 2017, e agora se incorporaram oficialmente à Rede de Cidades.

A Província de Entre Rios enviou sua carta de adesão assinada pela secretária de Cultura, Francisca D’Agostino, no dia 27 de julho. Federico Prieto, diretor de Formação e Diversidade Cultural, será o representante da província ante o programa. Já a adesão da Municipalidade de Almirante Brown foi firmada pelo prefeito Mariano Cascallares, no dia 23 de junho. Damián Albarracín, diretor de Cidadania Cultural, será a pessoa representante do governo local na rede. 

Outras sete cidades já participam formalmente da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais: Zapopan e San Luis Potosí (México), San Pedro de la Paz (Chile), Niterói (Brasil), Medellín (Colômbia), Marcos Juárez e Corrientes (Argentina).

A criação desta Rede de Cidades vem sendo discutida desde novembro de 2017, quando se realizou o 2º Encontro de Redes IberCultura Viva em Quito (Equador). Nesta reunião foi formado um grupo de trabalho (GT) de governos locais para a articulação de uma rede que pudesse aportar ao desenvolvimento das experiências e processos culturais de base comunitária de forma participativa, colaborativa e com trabalho intersetorial. A formalização da rede se deu durante o 3º Encontro de Redes IberCultura Viva, realizado nos dias 16 e 17 de maio de 2019 na cidade de Buenos Aires (Argentina). 

O próximo encontro da rede se dará durante o 4º Encontro de Redes IberCultura Viva, que será realizado entre setembro e outubro. O grupo também está trabalhando em uma publicação, coordenada pela Municipalidade de San Luís Potosí, sobre as políticas ou ações de assistência que vêm sendo desenvolvidas durante a pandemia de Covid-19 por parte das cidades que integram a rede e o GT de Governos Locais.

 

(Foto: 2º Encontro de Redes IberCultura Viva, realizado no Equador, em 2017)

Tags | , ,

17

Jul
2020

EmNotícias

PorIberCultura

Sai a lista de 24 selecionados da convocatória do programa Territórios, de Córdoba

Em17, Jul 2020 | EmNotícias | PorIberCultura

A Subsecretaria de Cultura da Municipalidade de Córdoba (Argentina) anunciou nesta quinta-feira 16 de julho os 24 selecionados do programa Territórios para projetos culturais comunitários. A convocatória foi lançada em 18 de maio como parte do Plano de Compromisso Cultural, que oferece uma série de ações excepcionais destinadas a atender a crítica situação de trabalhadores e coletivos do âmbito cultural local, como consequência da atual conjuntura de pandemia por Covid-19. 

Os 24 projetos selecionados são: Jeta Brava; Casa Macuca; Grupo de Trabajo Comunitario; Asociación Civil La Matria; Mujeres Activando; Asociación Civil Biblioteca Popular Casa del Pueblo Alberdi; Colectivo Cultural Zur/ Encuentro de Organizaciones; Asociación Civil “Orilleros de la Cañada”; Programa del Sol Asociación Civil; Red Zonal Ruta 20; Red de Orquestas Barriales de Córdoba/ Summa/ Humanitas Asociación Civil; Coordinadora de Barrios Eva Perón/ Salón Comunitario Rayitos de Amor; UDAIC – Unión de Artesanos Independientes de Córdoba; Espacio Cultural de Libre Vuelo; “Remando entre barrios”/ Red del Tropezón y El Sauce; Cooperativa San Carlos; Mesa de Trabajo Pueyrredón; La Casita. Espacio Cultural; Red Rivera Indarte; Biblioteca Popular Alfonsina Storni; Biblioteca – Ludoteca “Salud – Arte”; Centro Cultural El Juntadero; Asociación Civil Salón Comunitario El Polito; e Encuentro de Lilas, Mujeres en Libertad.

Esse conjunto de projetos beneficiados abarca os bairros de Argüello, El Chingolo, SEP, El Chaparral, Villa Boedo, Alberdi, Villa Urquiza, Villa La Lonja, Costa Cañada, Bella Vista, Güemes, Observatorio, Villa Costa Cañada, Suárez, Yapeyú, Marqués Anexo, Angelelli, Ciudad de los Cuartetos, Villa 9 de Julio, Villa El Tropezón, Camino a San Carlos, Bajo Pueyrredón, Rivera Indarte, Villa Allende Parque, Maldonado e Zepa B, estendendo-se ao largo de toda a cidade.

 

O programa

Territórios é o programa que tem por objetivo principal reconhecer e acompanhar as organizações culturais comunitárias, que através de seus diversos projetos fortalecem a participação e o vínculo entre vizinhas e vizinhos da cidade de Córdoba, promovendo o desenvolvimento da cultura popular.

Os projetos selecionados abarcam um amplo leque de experiências culturais de bairros que desenvolvem temáticas artísticas, lúdicas, literárias, ambientais, de gênero e alimentação, desde uma perspectiva de construção comunitária e territorial.

As organizações selecionadas vão realizar suas propostas em distintos bairros da cidade, possibilitando a participação ativa das vizinhas e vizinhos desses territórios e fortalecendo por sua vez seus vínculos e relações, assim como o intercâmbio destas experiências entre as pessoas e grupos selecionados.

 

FonteMunicipalidad de Córdoba

 

Leia também:

Municipalidade de Córdoba lança a convocatória do programa Territórios

 

(*) Córdoba é uma das municipalidades integrantes do Grupo de Trabalho de Governos Locais de IberCultura Viva. Saiba mais sobre o GT em http://bit.ly/2qfWWqB

Tags | , ,

17

Jun
2020

EmNotícias

PorIberCultura

Anunciados os projetos selecionados na primeira etapa do Plano de Compromisso Cultural de Córdoba

Em17, Jun 2020 | EmNotícias | PorIberCultura

Mais de 600 pessoas foram beneficiadas na primeira etapa do Plano de Compromisso Cultural lançado pela Subsecretaria de Cultura da Municipalidade de Córdoba (Argentina). A iniciativa consiste em uma série de ações destinadas a atender os/as trabalhadores/as da cultura em Córdoba capital na atual conjuntura de pandemia por Covid-19.

A primeira etapa consistiu na implementação de três programas: “Arte hoje”, destinado a artistas visuais e multimídia; “Cultura em movimento”, destinado a artistas e fazedores em artesanato, letras, audiovisuais, gastronomia, design e gestão cultural, entre outras disciplinas; e “Cenas para o encontro”, destinado a artistas que vão se apresentar em artes cênicas, musicais e sonoras.

Foram recebidos 830 formulários, dos quais 741 reuniram os requisitos estabelecidos no regulamento da convocatória. Desses 741, foram selecionados 527 projetos em suas apresentações individuais e grupais, o que chega a um total de aproximadamente 670 pessoas beneficiadas.

Em todos os casos se trata de contratação de cursos, seminários, sessões, apresentações musicais e/ou exibições visuais para serem desenvolvidas em formato virtual ou presencial. Grande parte destas atividades darão corpo à programação do Circuito Social Barrial (centros culturais, centros de vizinhos, parques educativos, escolas, etc.), a se realizar quando a atividade for habilitada.

Próximas etapas

O programa Territórios, cuja convocatória se encerra na próxima sexta-feira, 19 de junho, representa a segunda fase do Plano de Compromisso Cultural, com a apresentação de projetos socioculturais por parte das organizações sociais de bairro. 

Na terceira etapa será a vez do programa Desafios, que terá seu edital aberto de 3 a 17 de agosto, contemplando atividades formativas de promotoras culturais comunitárias, através de um programa de capacitação destinado a mulheres de organizações culturais territoriais. 

Já o Programa de Formação Contínua de Carnavais, que terá inscrições abertas de 10 a 24 de agosto, oferecerá capacitação para a elaboração de estratégias para a organização de festejos comunitários de carnaval, atendendo uma crescente celebração popular da cidade.

 

Comissões avaliadoras

Representantes da Universidade Nacional de Córdoba, da Universidade Provincial de Córdoba, da Subsecretaria de Cultura e da Direção de Direitos Humanos da Municipalidade de Córdoba formaram as comissões encarregadas de avaliar os casos dos postulantes na primeira etapa do plano. Os critérios atendidos para a seleção das propostas foram a situação socioeconômica do/da postulante e a pertinência, viabilidade e interesse da proposta a ser desenvolvida em cada caso.

 

Confira a lista de propostas beneficiadas 

 

Fuente: Municipalidad de Córdoba

(*) Córdoba é uma das municipalidades integrantes do Grupo de Trabalho de Governos Locais de IberCultura Viva. Saiba mais sobre o GT em http://bit.ly/2qfWWqB

Tags | , , ,

09

Jun
2020

EmNotícias

PorIberCultura

Governo de Zapopan lança convocatória do fundo de emergência para o setor cultural do município

Em09, Jun 2020 | EmNotícias | PorIberCultura

O Governo Municipal de Zapopan (Jalisco, México) lançou o programa Ânimo Zapopan!, com algumas ações para a situação de emergência sanitária provocada pela Covid-19. A iniciativa conta com um fundo de 2 milhões de pesos mexicanos para apoiar a comunidade artística e cultural através de estímulos financeiros que lhe permita contar com um suporte para seguir criando conteúdo cultural e manter sua atividade econômica. 

O edital para a primeira etapa do Fundo de Emergência para o Setor Cultural do município foi publicado na terça-feira passada, 2 de junho, e segue com inscrições abertas até 30 de junho.  Para poder participar é necessário ser maior de idade; mostrar experiência de pelo menos três anos no âmbito que se postula; ser residente, ter seu espaço de produção em Zapopan, ou ter participado como executante, criativo, instrutor ou especialista em alguma atividade artística ou acadêmica organizada pelo governo municipal. 

As categorias são: I) Educação Artística (Oficinas artísticas educativas); II) Profissionalização Artística (Taller de elaboração de portfólios de artes visuais e Oficina de museografia e montagem de exposições plásticas); III) Fomento e Difusão Artística (Intervenção de espaços públicos dos centros culturais; Produções cênicas independentes para companhias ou coletivos; Difusão de montagens cênicas infantis; Difusão de conteúdos cênicos); IV) Cultura Viva Comunitária  (Laboratório de projetos e ações culturais comunitárias em Zapopan e Mediador comunitário).

 

Cultura comunitária

Na categoria de Cultura Viva Comunitária, serão concedidos 20 mil pesos por projeto selecionado no “Laboratório de projetos e ações culturais comunitárias”. Esta convocatória está dirigida a organizações, associações, coletivos, agrupações e iniciativas culturais ou de vizinhos, com o sem personalidade jurídica, que estejam interessadas em desenvolver projetos de cultura viva comunitária. As organizações devem contar com pelo menos dois anos de trabalho contínuo e comprovável em uma comunidade do município, e ser formadas por um mínimo de três pessoas (ao menos duas delas devem viver na comunidade onde trabalham). 

As atividades devem ser realizadas em algum dos seguintes âmbitos: Comunicação e integração comunitária; Economia social e cooperativismo; Direitos de crianças e adolescentes; Cultura de paz; Processos artísticos comunitários; Recuperação da memória comunitária; Agroecologia, hortas comunitárias e cuidados com o meio ambiente; Herbolário e medicina tradicional; Costumes e saberes da cozinha tradicional; Projetos lúdicos e de fomento à leitura; Arte para a transformação social; Inclusão de grupos indígenas, migrantes e afrodescendentes; Equidade e diversidade sexual e de gênero.

As propostas selecionadas para “Mediador comunitário”, por sua vez, vão receber 30 mil pesos cada uma. Nesta categoria poderão postular gestores culturais que contem com experiência em elaboração, coordenação ou avaliação de projetos culturais comunitários, em trabalho com grupos e em articulação de redes colaborativas. Essas pessoas devem acompanhar o processo das organizações culturais comunitárias selecionadas no laboratório para a conceitualização, elaboração, acompanhamento em território e avaliação dos projetos.

 

Pontos de Cultura

Zapopan é uma das municipalidades integrantes da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. A Direção de Cultura do Governo Municipal lançou recentemente, por meio do programa Zapopan Comunitária, o registro de organizações e agrupações culturais comunitárias e o registro de agentes aliados de Pontos de Cultura. Estes registros buscam identificar, reconhecer, fortalecer e propiciar a articulação em rede das organizações sociais que mantêm um trabalho contínuo a partir da arte e das culturas, contribuindo para atender necessidades locais (como a melhora de educação, saúde e segurança) e fomentar processos de desenvolvimento individual e comunitário. 

 

Saiba mais sobre a convocatória

 

Leia também:

Governo de Zapopan abre o registro de organizações culturais comunitárias e aliados de Pontos de Cultura

Tags | , , , ,