Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Para o Topo.EPara o Topo

Red de Ciudades

26

nov
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Terceira jornada UNESCO San Luís: três vídeos-diálogos para a reflexão coletiva e o intercâmbio

Em 26, nov 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

A Direção de Cultura do Governo Municipal de San Luis Potosí (México) impulsiona desde 2019 a construção coletiva de um marco de garantias locais em matéria de cultura e direitos humanos: a Carta da Cidade pelos Direitos Culturais. A iniciativa, desenvolvida em conjunto com a Representação da UNESCO no México e a Comissão Estatal de Direitos Humanos, foi relançada este semestre em um novo formato, com algumas atividades virtuais e outras presenciais. Três delas se realizaram entre 29 de setembro e 1º de outubro como um ciclo de “vídeo-diálogos” online e ao vivo.

Nesses encontros virtuais, além de debater o tema proposto para o conversatório antes da emergência sanitária (“Direitos culturais e fomento à criatividade”) e pensar em possíveis conteúdos da Carta da Cidade de San Luis Potosí, as pessoas participantes foram convidadas a reflexionar sobre temas vinculados à crise derivada da pandemia de Covid-19, como a recuperação afetiva e a ocupação criativa do espaço público e dos territórios, e os desafios atualmente enfrentados pelas/os trabalhadoras/es da cultura.

As jornadas UNESCO San Luís começaram em 7 de dezembro de 2019 com um encontro sobre “Direitos culturais e equidade territorial” na Universidade Autónoma de San Luís Potosí (UASLP). O segundo encontro, com o tema “Democracia cultural e direitos culturais”, foi em 1º de fevereiro no Colégio de San Luis. O terceiro conversatório, previsto para 28 de março, foi suspenso pela emergência sanitária e acabou se realizando seis meses depois, de maneira virtual, com três sessões de duas horas transmitidas por Facebook entre 29 de setembro e 1º de outubro. Duas dessas jornadas entraram na lista de atividades anexas do 4º Encontro de Redes IberCultura Viva.

 

Novas formas de articulação

Na abertura do ciclo de vídeo-diálogos, em 29 de setembro, Cecilia Padrón, diretora de Cultura de San Luis Potosí, lembrou que, em resposta às medidas de saúde pública e segurança sanitária, as instâncias culturais têm tido que imaginar novos formatos de trabalho e articulação, o que levou à criação de um modelo híbrido (digital/presencial) para levar a cabo os encontros UNESCO San Luis que haviam ficado pendentes.

Ao definir esses conversatórios como “espaços que motivam a reflexão coletiva mediante a exposição de casos, apostas e práticas de pessoas e especialistas de distintas esferas, disciplinas, territórios e realidades”, a diretora de Cultura ressaltou que o primeiro vídeo-diálogo foi pensado como um espaço para provocar reflexões sobre as frentes de atuação, recuperação e resistência ante os efeitos vinculados à emergência por Covid-19, das/dos trabalhadores da cultura, particularmente aqueles que encontram na prática artística seu campo de desempenho profissional.

 

Frédéric Vacheron, representante da UNESCO no México, também presente na abertura do encontro virtual, destacou a importância de seguir com este exercício de cooperação multilateral promovido pela capital potosina. “Sabemos que o setor de cultura foi o mais impactado (pela emergência sanitária), mas também é o setor que tem dado uma resposta imediata aos cidadãos. Sem a cultura, sem a criatividade, a pandemia teria sido muito mais difícil e a recuperação também. Temos que apoiar o setor criativo e fomentar os direitos culturais, posicioná-los melhor no novo modelo de desenvolvimento que se propõe para o país”, afirmou.

Nancy Puente, diretora do Sistema DIF (Desenvolvimento Integral da Família) da cidade de San Luis Potosí, falou em nome do prefeito Xavier Nava Palacios sobre a aposta de colocar a cultura no centro da política pública, tal e como outros territórios mexicanos têm feito, como Zapopan (Jalisco), Mérida (Yucatán) e a Cidade de México. “No contexto da nova normalidade, celebramos este encontro, pois reconhecemos as múltiplas afetações que o setor cultural tem vivido, e temos muito claro que a cultura e as artes tiveram um papel importantíssimo no período de confinamento”, observou.

 

Uma recapitulação das jornadas

Gerardo Padilla, secretário técnico da iniciativa UNESCO San Luis, fez uma contextualização do processo de elaboração da Carta da Cidade pelos Direitos Culturais, que desde 2019 tem significado um processo de participação social, planejamento participativo e cooperação multilateral. Em sua recapitulação das duas jornadas anteriores, ele destacou a participação de 282 agentes culturais nos conversatórios e nas 15 mesas de trabalho, assim como o recebimento de 69 propostas para a ação cultural local. Também lembrou que 262 pessoas acompanharam o Ciclo de Cidades de maneira online, nos encontros virtuais iniciados em 27 de agosto com a experiência de Zapopan.

“Incorporamos um novo componente para dialogar com cidades que já têm um caminho percorrido sobre a defesa, a promoção e a garantia dos direitos culturais em seus respectivos territórios”, contou Padilla. “Neste momento dialogamos com a Cidade do México, Zapopan, Mérida e Roma, cidades que identificaram a importância de promover os direitos culturais em nível local, para que não pareçam distantes das pessoas, assentados somente em documentos internacionais, mas que sejam também ferramentas locais, que possam ser utilizadas em nível barrial entre vizinhas e vizinhas, artistas e promotores do território”.

 

Padilla explicou que a pandemia, e a consequente necessidade de repensar o processo, incitou o relançamento de UNESCO San Luis este semestre, a partir da articulação que a Direção de Cultura do Governo Municipal já vinha realizando com a Comissão Estatal de Direitos Humanos de San Luis Potosí, o Escritório da UNESCO no México, a campanha My World México e o programa IberCultura Viva. 

Na reprogramação, o ciclo de encontros presenciais com oito grupos focais “Miradas desde la Diversidad”, que estava previsto para abril e maio de 2020, passou para este fim de ano, acompanhando o ciclo de vídeo-diálogos e terminando em dezembro.  Essas sessões têm o propósito de integrar às mesas de trabalho pessoas, comunidades e grupos de atenção prioritária ou em situação de vulnerabilidade: crianças e adolescentes, juventudes, mulheres, povos originários, pessoas migrantes, comunidade LGBT+, adultos acima de 65 anos e pessoas com deficiência. “São grupos que tornam diversa a nossa cidade e que têm muito a aportar no processo”, afirmou o secretário técnico de UNESCO San Luís.

 

Tags | , , ,

16

set
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Representantes de gobiernos locales debaten el reto de volver a habitar los territorios en el “nuevo normal”

Em 16, set 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

Doce representantes de gobiernos locales participarán en el conversatorio organizado por la Red IberCultura Viva de Ciudades y Gobiernos Locales en el marco del 4º Encuentro de Redes, este viernes 18 de septiembre. La actividad se desarrollará en dos paneles —cada uno con seis personas invitadas y una moderadora— y tendrá transmisión en vivo por la página de Facebook de IberCultura Viva y el canal de YouTube del programa. 

Este conversatorio se propone como un espacio de reflexión respecto del reto de volver a habitar los territorios y las ciudades desde las prácticas culturales comunitarias, en este contexto de emergencia sanitaria y de “nueva normalidad” que nos toca vivir tras la crisis derivada de la pandemia de Covid-19. 

 Estarán presentes en el primer panel, a las 14:00 (hora de Argentina), representantes de seis gobiernos locales: Darío Zaratti Chevarría (La Paz, Bolivia), Gastón Contreras (San Carlos, Salta, Argentina), Alexandre Santini (Niteroi, Brasil), Marihem Soria (Ciudad de Córdoba, Argentina), Lucía Mantilla Vera (Lima, Perú) y Raúl Shalom (Comuna de Villa Ciudad Parque, Córdoba, Argentina). La moderación estará a cargo de Viviana Cortes Angarita (Dirección de Poblaciones del Ministerio de Cultura de Colombia).

El segundo panel, a las 17:00 (hora de Argentina), tendrá la participación de representantes de una provincia y cuatro municipios integrantes de la Red de Ciudades: Juan Manuel Pereyra Benítez (Almirante Brown, Argentina), Lina Gaviria (Medellín, Colombia), Gerardo Padilla (San Luis Potosí, México), Federico Prieto (Provincia de Entre Ríos, Argentina) y Liliana Peralta (Comodoro Rivadavia, Argentina). Esta sesión también contará con la presencia de Joe Giménez (Paraguay), fundadora de El Cántaro BioEscuela Popular y miembro de Red de Espacios Culturales del Sur. Juan Carlos Barreto, asesor de Gestión Territorial de la Dirección Nacional de Cultura de Uruguay, será el moderador de este panel. 

 

Quiénes participan

 

PANEL 1

ANDRÉS DARÍO ZARATTI CHEVARRÍA

SecretarIo de Culturas / Gobierno Municipal de La Paz, Bolivia

 

Activista social y servidor público. Politólogo de profesión y sociólogo de formación. Se especializó en la investigación de la problemática juvenil, transparencia, acceso a la información, lucha contra la corrupción y, en la última década, en la problemática cultural. Ha colaborado activamente con diferentes instituciones y organizaciones de la sociedad civil en promoción de la participación ciudadana y defensa de los derechos humanos. Ocupó distintos cargos de dirección en organizaciones de la sociedad y del Estado. Fue docente universitario y actualmente, desde junio de 2015, es Secretario Municipal de Culturas del Gobierno Autónomo Municipal de La Paz.

 

GASTÓN CONTRERAS

Director de Cultura / Municipalidad de San Carlos, Salta, Argentina

Profesor de Artes Visuales, gestor cultural y ceramista. Actualmente es director de Cultura del municipio de San Carlos, Valles Calchaquíes, provincia de Salta. Ha participado en diversas exposiciones individuales y colectivas, como así también en simposios en Argentina y España. Desde hace diez años es responsable del Encuentro Latinoamericano de Ceramistas “Barro Calchaquí” en Salta y otros encuentros que se derivan de este. En febrero de 2020 organizó el Primer Encuentro Latinoamericano de Ceramistas “Barros del Qhapaq Ñan” en Cusco, Perú.

 

ALEXANDRE SANTINI

Director del Teatro Popular Oscar Niemeyer, Niterói, Brasil

Gestor cultural, dramaturgo y escritor. Máster en Cultura y Territorialidades por la Universidade Federal Fluminense (UFF) y director del Teatro Popular Oscar Niemeyer (Niterói-RJ). Es autor del libro “Cultura Viva Comunitaria: políticas culturales en Brasil y América Latina” y uno de los creadores de la Escuela de Políticas Culturales.

 

MARIHEM SORIA

Dirección de Cultura Viva / Municipalidad de Córdoba, Argentina

Directora de Cultura Viva de la ciudad de Córdoba. Egresada de la Escuela de Ciencias de la Información de la Universidad Nacional de Córdoba, diplomada en Comunicación y Salud, Gestión Pública en Salud y Acompañante Comunitaria contra la Violencia de Género. Fue docente del curso de Promotoras Culturales Comunitarias (2019) y miembro de la organización del IV Congreso Latinoamericano de Cultura Viva Comunitaria. Es presidenta del Centro Cultural Villa El Libertador y tallerista de murga en diversos espacios comunitarios e institucionales.

 

LUCÍA MANTILLA VERA

Subgerenta Promoción Cultural y Ciudadanía / Municipalidad de Lima, Perú

Subgerenta de Promoción Cultural y Ciudadanía de la Municipalidad de Lima. Es licenciada en Comunicación para el Desarrollo con formación en educación, artes escénicas y procesos participativos. Cuenta con diez años de experiencia en la gestión de proyectos sociales, culturales y educativos con énfasis en el fortalecimiento de la ciudadanía a través de las artes.

 

RAÚL SHALOM

Director de Culturas / Villa Ciudad Parque, Córdoba, Argentina

Actor y director de teatro, psicólogo social, educador popular y gestor cultural. Director de Culturas de la Comuna de Villa Ciudad Parque, Valle de Calamuchita, Córdoba. Director del Grupo Marchanta Teatro Independiente. Miembro de la Asociación Civil La Hilacha, de Semilla del Sur y de la Corriente Política y Social La Colectiva, entre otros colectivos. Ha coordinado eventos como el Primer Congreso de Gestión Participativa del Carnaval Porteño o el Primer Simposio Latinoamericano de Teatro Encierro y Comunidad. Ha sido capacitador de talleres en distintos lugares de Argentina y Latinoamérica.

 

VIVIANA CORTÉS ANGARITA

Ministerio de Cultura de Colombia

Asesora de asuntos indígenas de la Dirección de Poblaciones del Ministerio de Cultura. Comunicadora social y periodista con estudios en antropología, con 16 años de experiencia en el sector cultural a nivel nacional e internacional. Ha sido consultora de proyectos culturales con enfoque en patrimonio cultural inmaterial y de organismos internacionales como el Convenio Andrés Bello, el British Council y el Crespial. Fue asistente editorial de la Biblioteca Básica de Cocinas Tradicionales de Colombia.

PANEL 2

JUAN MANUEL PEREYRA BENÍTEZ

Presidente del Instituto Municipal de las Culturas, Alte. Brown, Argentina

 

Presidente del Instituto Municipal de las Culturas de Almirante Brown, provincia de Buenos Aires. Secretario de Formación Política del Partido Justicialista de Almirante Brown.

 

LINA GAVIRIA

Secretaria de Cultura Ciudadana / Alcaldía de Medellín, Colombia

Secretaria de Cultura Ciudadana de Medellín. Graduada de Southern Methodist University con un Bachelor in Fine Arts en Dance Performance en Texas, Estados Unidos. Bailó con la Compañía de Maureen Fleming en Nueva York y con la Ópera de Dallas. Fue organizadora del Festival Internacional de Danza Contemporánea Medellín/Bogotá y subdirectora de Equipamientos Culturales del Instituto Distrital de las Artes (IDARTES), donde impulsó la creación del equipo de infraestructura.

 

JOE GIMÉNEZ

Directora de El Cántaro BioEscuela Popular, Paraguay

 

Fundadora de El Cántaro BioEscuela Popular en Areguá, Paraguay, donde desde hace trece años cientos de niños, jóvenes, y adultos acceden a prácticas culturales gratuitas que a su vez son herramientas para la transformación social. Licenciada en Mediación Cultural en el Conservatorio Nacional de Artes y Oficios de París. Miembro de la Red de Espacios Culturales del Sur.

 

GERARDO PADILLA

Coordinador de Innovación y Desarrollo Institucional / Municipalidad de San Luis Potosí, México

 

Coordinador de Innovación y Desarrollo Institucional de la Municipalidad de San Luis Potosí, donde lidera la iniciativa de cooperación multilateral “Hacia una Carta de la Ciudad por los Derechos Culturales”, junto a las Oficinas de la UNESCO en México y a la Comisión Estatal de Derechos Humanos. Es cofundador de Traza MX. Consultor en derechos culturales y gobernanza cultural. Es profesor de asignatura en la rama Industrias Creativas y Culturales, e integrante de la Red de Investigadores Parlamentarios en Línea y de la Red Temática CONACYT de Gobernanza Metropolitana y miembro de la plataforma AbreCultura.

 

FEDERICO PRIETO

Director de Formación y Diversidad Cultural / Provincia de Entre Ríos, Argentina

 

Egresado en Gestión Cultural, fotógrafo, promotor de la Cultura Viva Comunitaria. Actual director de Formación y Diversidad Cultural de la Secretaría de Cultura del Gobierno de Entre Ríos. Asesor de cultura ad honorem de la Cámara de Diputados de la Provincia de Entre Ríos.

 

LILIANA PERALTA

Secretaria de Cultura / Municipalidad de Comodoro Rivadavia, Argentina

Secretaria de Cultura de Comodoro Rivadavia. Profesora con posgrado en Gestión Cultural y Comunicación. Coautora de más de diez libros de recopilación histórica y de educación. Primer Premio otorgado por la Sociedad Interamericana de Prensa (SIP) a la excelencia periodística.

 

JUAN CARLOS BARRETO

Dirección Nacional de Cultura / MEC Uruguay

 

Asesor de Gestión Territorial de la Dirección Nacional de Cultura de Uruguay. Gestor cultural, publicista y diseñador gráfico. Egresado de la Escuela de Artes Pedro Figari. Diplomado en Gestión Cultural, Patrimonio y Turismo Sustentable (Fundación Ortega y Gasset, Buenos Aires, Argentina). Cursando la Maestría en Políticas Culturales CURE/UDELAR. Director general de Cultura del Gobierno de San José (2005-2017). Integrante y presidente de la Comisión Departamental de Patrimonio de San José (2010-2017). Fundador y ex coordinador (2012-2017) de la Red Nacional de Direcciones de Cultura del Uruguay. Integrante del Consejo Nacional de Museos (2015-2017).

 

¿Cuándo?

Viernes 18 de septiembre

14 hs (ARG-BRA-CHL-URY), 12 hs (COL-ECU-MEX-PER), 11 hs (CRI-SLV), 19 hs (ESP)  

 

 

 

 

Tags | , , ,

15

set
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Província de Chaco se incorpora à Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais 

Em 15, set 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

A província de Chaco, na Argentina, acaba de se somar à Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. A carta de adesão foi assinada por Silvia Mariela Quirós, presidenta do Instituto de Cultura do Governo de Chaco, que delegou a Francisco Benítez o papel de representante da província ante a rede, nas atividades de articulação com o programa para este 2020.

Francisco “Corcho” Benítez é diretor do Centro Cultural Alternativo, o Cecual, uma institución pública que pertence ao Instituto de Cultura de Chaco e chama a atenção por uma particularidade: seu espaço físico funciona como uma “vizinhança cultural” onde convivem vários coletivos independentes. 

Com o lema “cultura do encontro”, o Cecual é um espaço de formação e extensão para a comunidade, desenvolvendo múltiplas atividades voltadas para práticas culturais solidárias, geração de espaços de convivência, oficinas de inclusão, infância e meio ambiente, ciclos de bate-papos, música e espetáculos diversos. Trata-se de uma experiência de gestão associada com a comunidade, inclusive em termos de elaboração de projetos e de decisão de orçamentos. 

Cultura de pátio: o Cecual é uma experiência de gestão associada com a comunidade

 

Formação da rede

Com a incorporação de Chaco, a Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais passa a ter oficialmente 12 integrantes, sendo duas províncias (Entre Ríos e Chaco) e 10 municípios: San Carlos, Comodoro Rivadavia, Almirante Brown, Corrientes e Marcos Juárez (Argentina); Niterói (Brasil); San Pedro de la Paz (Chile); Medellín (Colombia); San Luis Potosí e Zapopan (México).

Esta rede é um espaço de cooperação e intercâmbio, lançado pelo programa em 2019, no 3º Encontro de Redes IberCultura Viva, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento das experiências e dos processos culturais de forma participativa, colaborativa e com trabalho intersetorial. 

A formalização da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais se deu depois de mais de um ano de atividades do Grupo de Trabalho de Governos Locais formado em Quito (Equador) em 2017, durante o 2º Encontro de Redes IberCultura Viva. 

Ainda que a rede já esteja oficialmente constituída, o GT de Governos Locais segue aberto, com mais de 20 municipalidades integrantes, mantendo comissões de trabalho e ocupando-se de informar quem não conhece a rede e de acompanhar os processos para as adesões.

Os municípios, províncias, estados ou departamentos participantes da rede e do GT  propõem projetos para desenvolver junto com o programa, além de aproveitar os espaços de encontros para gerar consensos e relatos comuns e poder melhorar as políticas culturais de base comunitária desenvolvidas em seus territórios.

⇒Confira o documento com os parâmetros para a inclusão na Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais

 

 

 

Tags | , , ,

12

set
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Direção de Cultura de Zapopan realiza o conversatório “Assembleias e consensos na cultura comunitária”

Em 12, set 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

“Assembleias e consensos na cultura comunitária” é o tema do conversatório virtual que a Direção de Cultura do Governo de Zapopan (Jalisco, México) realiza nesta segunda-feira 14 de setembro, às 19 horas (hora de CDMX), como parte de seu programa de fortalecimento para as Organizações Culturais Comunitárias (OCC). O encontro contará com a participação, como palestrantes, de Niurka Chávez, do Programa Cultura Comunitária da Secretaria de Cultura do Governo do México, e Mario Rodríguez, da Fundação Wayna Tambo (Bolívia).

Mario Rodríguez é graduado em Educação e mestre em Comunicação. É educador, escritor e fundador da rede de comunicação popular Wayna Tambo, articulador do “Tejido de Cultura Viva Comunitaria” na Bolívia e integrante do movimento latino-americano de CVC. Na Red de la Diversidad e na Fundación Wayna Tambo, tem presença efetiva em redes de coordenação e  fortalecimento do tecido comunitário e de movimentos urbanos e culturais, com participação significativa de jovens e moradores/as de bairros populares, através de propostas, debates, negociações, mobilizações e capacidades de gestão do público, dos bens comuns e dos acordos de convivência equitativa em pluralidade, de forma corresponsável com diferentes instâncias do Estado com capacidade de incidência nas vidas cotidianas, no tecido organizativo e nas políticas públicas em escala local, municipal, nacional e internacional.

Niurka Chávez Soria cursou Sociologia, especializando-se em Sociologia da arte e da cultura, e estudos de gênero em Ciências Sociais, pela Universidade Nacional Autónoma de México (UNAM). Participa de diversos processos, projetos e espaços de pesquisa, e trabalho colaborativo com coletivos com experiências artístico-culturais vinculados à promoção de direitos humanos e políticas públicas sobre cultura e direitos das pessoas jovens. Atualmente é responsável pela área de Vinculação e agenda comunitária da Direção de Animação Cultural, da Direção Geral de Vinculação Cultural, Secretaria de Cultura do Governo do México.

O conversatório busca ser um espaço para dar a conhecer as experiências e metodologias aplicadas pelos palestrantes convidados, para que as organizações no território de Zapopan possam fortalecer seus processos organizativos e de tomada de decisões. Esta atividade está dirigida a organizações e pessoas em geral, atuantes ou interessadas no tema da Cultura Viva Comunitária, e poderá ser acompanhada ao vivo e de maneira gratuita através das redes sociais de Cultura Zapopan e El Colegio de Jalisco.

Edições anteriores

Esta série de conversatórios virtuais promovidos pela Direção de Cultura de Zapopan  – com o apoio do Colégio de Jalisco e do programa IberCultura Viva – começaram na segunda-feira 17 de agosto, com o tema “Principios da Cultura Viva Comunitária”. Eduardo Balán, coordenador geral da produtora/escola cultural comunitária El Culebrón Timbal, de Buenos Aires, Argentina, participou do primeiro encontro como palestrante. Gerardo Padilla (San Luis Potosí) e María Elena Hernández participaram do segundo conversatório, “Organizações e desenvolvimento comunitário”, no dia 31 de agosto. Os próximos estão previstos para 5 de outubro (“Articulação e redes de Cultura Comunitária”) e 9 de novembro (“Economia alternativa na Cultura Viva”).

Zapopan é uma das municipalidades integrantes da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. A Direção de Cultura do Governo Municipal lançou recentemente, via programa Zapopan Comunitária, o registro de organizações e agrupações culturais comunitárias e o registro de agentes aliados de Puntos de Cultura. Esses registros buscam identificar, reconhecer, fortalecer e propiciar a articulação em rede das organizações sociais que mantêm um trabalho contínuo a partir da arte e das culturas, contribuindo para atender necessidades locais (como a melhora da educação, da saúde e da segurança) e fomentar processos de desenvolvimento individual e comunitário.

 

Acompanhe a transmissão em: www.facebook.com/ZapopanCultura e www.youtube.com/c/ElColegiodeJaliscoAC/.

 

Tags | ,

01

set
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Municipalidade de Córdoba abre convocatória para o curso “Desafios para o Reencontro”

Em 01, set 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

Nesta terça-feira 1° de setembro abrem-se as inscrições para o programa de formação de Promotoras Culturais Comunitárias, organizado pela Subsecretaria de Cultura da Municipalidade de Córdoba dentro de seu Plano de Compromisso Cultural.

“Desafios para o Reencontro” é um curso/oficina de formação destinado a 60 mulheres maiores de 18 anos e integrantes de organizações comunitárias que desenvolvem atividades culturais na cidade de Córdoba. Serão concedidas 60 becas de $7.500 pesos argentinos cada. 

A capacitação busca fortalecer o papel das promotoras culturais comunitárias, oferecendo-lhes recursos e ferramentas que permitam abordar, analisar e propor projetos culturais comunitários, com uma perspectiva de gênero e territorial de acordo com os novos cenários pós-pandêmicos que se configuram nos bairros. O prazo de inscrição se encerra em 22 de setembro.

Confira o regulamento: https://bit.ly/32KzMIh

Consultas: promotorasculturales.cba@gmail.com

 

(*) Córdoba é uma das municipalidades integrantes do Grupo de Trabalho de Governos Locais de IberCultura Viva. Saiba mais sobre o GT em https://bit.ly/2qfWWqB

 

Tags | , , ,

21

ago
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Rede de Cidades e Governos Locais conta com mais dois integrantes: San Carlos e Comodoro Rivadavia

Em 21, ago 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

Dois municípios da Argentina se incorporaram à Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais neste mês de agosto: San Carlos e Comodoro Rivadavia. Os dois novos integrantes somam-se aos outros nove governos locais que aderiram oficialmente a este espaço de cooperação lançado pelo programa em 2019, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento das experiências e processos culturais de base comunitária de forma participativa, colaborativa e com trabalho intersetorial.

A Municipalidade de San Carlos (departamento de San Carlos, província de Salta), que já participava do Grupo de Trabalho de Governos Locais IberCultura Viva, terá como representante na rede Gastón Contreras, diretor de Cultura. A carta de adesão foi firmada pelo prefeito Héctor R. Vargas, em 4 de agosto. 

Em nome da Municipalidade de Comodoro Rivadavia  (província de Chubut), assinaram a carta o prefeito Juan Pablo Luque e a secretária de Cultura, Liliana Peralta, que será a representante do governo local na rede.

 

O que é a rede

A Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais se constituiu oficialmente no 3º Encontro de Redes IberCultura Viva, realizado em Buenos Aires (Argentina) em maio de 2019. A iniciativa foi formalizada depois de mais de um ano de atividades do Grupo de Trabalho (GT) de Governos Locais formado em Quito (Equador) em 2017, durante o 2º Encontro de Redes IberCultura Viva. 

A iniciativa de articulação com governos locais surge como uma linha de ação de IberCultura Viva, uma vez que estas são as instâncias do poder público que estão mais próximas dos principais sujeitos com que o programa trabalha: as organizações culturais comunitárias e os povos originários

Diferentemente dos países membros – que aderem ao programa através de uma carta enviada à Secretaria Geral Iberoamericana e mediante o compromisso de contribuição de recursos –, os governos locais não têm que fazer aportes monetários ao Fundo IberCultura Viva. Sua contribuição se dá por meio de ações de articulação.

Os municípios, distritos e estados participantes desta rede e do Grupo de Trabalho de Governos Locais devem propor projetos para desenvolver em conjunto com o programa. Devem, também, aproveitar estes espaços como instâncias de reflexão, para gerar consensos e relatos comuns sobre o que são as políticas culturais de base comunitária e poder melhorar estas políticas em seus territórios.

 

Saiba mais sobre a rede: https://iberculturaviva.org/rede-de-cidades/

 

Leia também:

Red IberCultura Viva de Ciudades y Gobiernos Locales – Mecanismos de adhesión

 

(Foto: 3º Encontro de Redes IberCultura Viva. Buenos Aires, Argentina, maio de 2019)

Tags | , ,

17

ago
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Programa Zapopan Comunitária organiza encontros virtuais para a capacitação das organizações

Em 17, ago 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

 

Nesta segunda-feira 17 de agosto, a Direção de Cultura do Governo de Zapopan (Jalisco, México) inicia uma série de encontros virtuais como parte de seu programa de fortalecimento para as Organizações Culturais Comunitárias (OCC). Ao longo de quatro meses, o governo municipal, através do Programa Zapopan Comunitária, trabalhará com as OCC em marcos conceituais, de direitos e fortalecimento de seus sistemas organizacionais (identidade, planejamento operativo, sistemas de organização, sustentabilidade, articulação e incidência). 

O primeiro conversatório será “Princípios da Cultura Viva Comunitária”, que contará com a participação de Eduardo Balán, coordenador geral da produtora/escola cultural comunitária El Culebrón Timbal, desde Buenos Aires, Argentina, como palestrante. O encontro começará às 19h (hora de Cidade de México) com transmissão ao vivo pelo Facebook de Cultura Zapopan.

Os próximos encontros estão previstos para as segundas-feiras 31 de agosto (“As organizações culturais e o desenvolvimento comunitário”), 14 de setembro (“Assembleias e consensos nas Organizações Culturais Comunitárias”), 5 de outubro (“Articulação e redes de Cultura Comunitária”) e  9 de novembro (“Economia alternativa na Cultura Viva”).

Zapopan é uma das municipalidades integrantes da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. A Direção de Cultura do Governo Municipal lançou recentemente o registro de organizações e agrupações culturais comunitárias e o registro de agentes aliados de Pontos de Cultura.

Esses registros buscam identificar, reconhecer, fortalecer e propiciar a articulação em rede das organizações sociais que mantêm um trabalho contínuo a partir da arte e das culturas, contribuindo para atender necessidades locais (como a melhora da educação, da saúde e da segurança) e estimular processos de desenvolvimento individual e comunitário.

 

 

 

Tags | , , ,

30

jul
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Almirante Brown e Entre Rios se incorporam à Rede de Cidades e Governos Locais

Em 30, jul 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

A Municipalidade de Almirante Brown (Buenos Aires) e o Governo da Província de Entre Rios, ambos da Argentina, são os novos integrantes da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. O município e a província já participavam do Grupo de Trabalho de Governos Locais (foto), criado em novembro de 2017, e agora se incorporaram oficialmente à Rede de Cidades.

A Província de Entre Rios enviou sua carta de adesão assinada pela secretária de Cultura, Francisca D’Agostino, no dia 27 de julho. Federico Prieto, diretor de Formação e Diversidade Cultural, será o representante da província ante o programa. Já a adesão da Municipalidade de Almirante Brown foi firmada pelo prefeito Mariano Cascallares, no dia 23 de junho. Damián Albarracín, diretor de Cidadania Cultural, será a pessoa representante do governo local na rede. 

Outras sete cidades já participam formalmente da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais: Zapopan e San Luis Potosí (México), San Pedro de la Paz (Chile), Niterói (Brasil), Medellín (Colômbia), Marcos Juárez e Corrientes (Argentina).

A criação desta Rede de Cidades vem sendo discutida desde novembro de 2017, quando se realizou o 2º Encontro de Redes IberCultura Viva em Quito (Equador). Nesta reunião foi formado um grupo de trabalho (GT) de governos locais para a articulação de uma rede que pudesse aportar ao desenvolvimento das experiências e processos culturais de base comunitária de forma participativa, colaborativa e com trabalho intersetorial. A formalização da rede se deu durante o 3º Encontro de Redes IberCultura Viva, realizado nos dias 16 e 17 de maio de 2019 na cidade de Buenos Aires (Argentina). 

O próximo encontro da rede se dará durante o 4º Encontro de Redes IberCultura Viva, que será realizado entre setembro e outubro. O grupo também está trabalhando em uma publicação, coordenada pela Municipalidade de San Luís Potosí, sobre as políticas ou ações de assistência que vêm sendo desenvolvidas durante a pandemia de Covid-19 por parte das cidades que integram a rede e o GT de Governos Locais.

 

(Foto: 2º Encontro de Redes IberCultura Viva, realizado no Equador, em 2017)

Tags | , ,

17

jul
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Sai a lista de 24 selecionados da convocatória do programa Territórios, de Córdoba

Em 17, jul 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

A Subsecretaria de Cultura da Municipalidade de Córdoba (Argentina) anunciou nesta quinta-feira 16 de julho os 24 selecionados do programa Territórios para projetos culturais comunitários. A convocatória foi lançada em 18 de maio como parte do Plano de Compromisso Cultural, que oferece uma série de ações excepcionais destinadas a atender a crítica situação de trabalhadores e coletivos do âmbito cultural local, como consequência da atual conjuntura de pandemia por Covid-19. 

Os 24 projetos selecionados são: Jeta Brava; Casa Macuca; Grupo de Trabajo Comunitario; Asociación Civil La Matria; Mujeres Activando; Asociación Civil Biblioteca Popular Casa del Pueblo Alberdi; Colectivo Cultural Zur/ Encuentro de Organizaciones; Asociación Civil “Orilleros de la Cañada”; Programa del Sol Asociación Civil; Red Zonal Ruta 20; Red de Orquestas Barriales de Córdoba/ Summa/ Humanitas Asociación Civil; Coordinadora de Barrios Eva Perón/ Salón Comunitario Rayitos de Amor; UDAIC – Unión de Artesanos Independientes de Córdoba; Espacio Cultural de Libre Vuelo; “Remando entre barrios”/ Red del Tropezón y El Sauce; Cooperativa San Carlos; Mesa de Trabajo Pueyrredón; La Casita. Espacio Cultural; Red Rivera Indarte; Biblioteca Popular Alfonsina Storni; Biblioteca – Ludoteca “Salud – Arte”; Centro Cultural El Juntadero; Asociación Civil Salón Comunitario El Polito; e Encuentro de Lilas, Mujeres en Libertad.

Esse conjunto de projetos beneficiados abarca os bairros de Argüello, El Chingolo, SEP, El Chaparral, Villa Boedo, Alberdi, Villa Urquiza, Villa La Lonja, Costa Cañada, Bella Vista, Güemes, Observatorio, Villa Costa Cañada, Suárez, Yapeyú, Marqués Anexo, Angelelli, Ciudad de los Cuartetos, Villa 9 de Julio, Villa El Tropezón, Camino a San Carlos, Bajo Pueyrredón, Rivera Indarte, Villa Allende Parque, Maldonado e Zepa B, estendendo-se ao largo de toda a cidade.

 

O programa

Territórios é o programa que tem por objetivo principal reconhecer e acompanhar as organizações culturais comunitárias, que através de seus diversos projetos fortalecem a participação e o vínculo entre vizinhas e vizinhos da cidade de Córdoba, promovendo o desenvolvimento da cultura popular.

Os projetos selecionados abarcam um amplo leque de experiências culturais de bairros que desenvolvem temáticas artísticas, lúdicas, literárias, ambientais, de gênero e alimentação, desde uma perspectiva de construção comunitária e territorial.

As organizações selecionadas vão realizar suas propostas em distintos bairros da cidade, possibilitando a participação ativa das vizinhas e vizinhos desses territórios e fortalecendo por sua vez seus vínculos e relações, assim como o intercâmbio destas experiências entre as pessoas e grupos selecionados.

 

FonteMunicipalidad de Córdoba

 

Leia também:

Municipalidade de Córdoba lança a convocatória do programa Territórios

 

(*) Córdoba é uma das municipalidades integrantes do Grupo de Trabalho de Governos Locais de IberCultura Viva. Saiba mais sobre o GT em https://bit.ly/2qfWWqB

Tags | , ,

17

jun
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Anunciados os projetos selecionados na primeira etapa do Plano de Compromisso Cultural de Córdoba

Em 17, jun 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

Mais de 600 pessoas foram beneficiadas na primeira etapa do Plano de Compromisso Cultural lançado pela Subsecretaria de Cultura da Municipalidade de Córdoba (Argentina). A iniciativa consiste em uma série de ações destinadas a atender os/as trabalhadores/as da cultura em Córdoba capital na atual conjuntura de pandemia por Covid-19.

A primeira etapa consistiu na implementação de três programas: “Arte hoje”, destinado a artistas visuais e multimídia; “Cultura em movimento”, destinado a artistas e fazedores em artesanato, letras, audiovisuais, gastronomia, design e gestão cultural, entre outras disciplinas; e “Cenas para o encontro”, destinado a artistas que vão se apresentar em artes cênicas, musicais e sonoras.

Foram recebidos 830 formulários, dos quais 741 reuniram os requisitos estabelecidos no regulamento da convocatória. Desses 741, foram selecionados 527 projetos em suas apresentações individuais e grupais, o que chega a um total de aproximadamente 670 pessoas beneficiadas.

Em todos os casos se trata de contratação de cursos, seminários, sessões, apresentações musicais e/ou exibições visuais para serem desenvolvidas em formato virtual ou presencial. Grande parte destas atividades darão corpo à programação do Circuito Social Barrial (centros culturais, centros de vizinhos, parques educativos, escolas, etc.), a se realizar quando a atividade for habilitada.

Próximas etapas

O programa Territórios, cuja convocatória se encerra na próxima sexta-feira, 19 de junho, representa a segunda fase do Plano de Compromisso Cultural, com a apresentação de projetos socioculturais por parte das organizações sociais de bairro. 

Na terceira etapa será a vez do programa Desafios, que terá seu edital aberto de 3 a 17 de agosto, contemplando atividades formativas de promotoras culturais comunitárias, através de um programa de capacitação destinado a mulheres de organizações culturais territoriais. 

Já o Programa de Formação Contínua de Carnavais, que terá inscrições abertas de 10 a 24 de agosto, oferecerá capacitação para a elaboração de estratégias para a organização de festejos comunitários de carnaval, atendendo uma crescente celebração popular da cidade.

 

Comissões avaliadoras

Representantes da Universidade Nacional de Córdoba, da Universidade Provincial de Córdoba, da Subsecretaria de Cultura e da Direção de Direitos Humanos da Municipalidade de Córdoba formaram as comissões encarregadas de avaliar os casos dos postulantes na primeira etapa do plano. Os critérios atendidos para a seleção das propostas foram a situação socioeconômica do/da postulante e a pertinência, viabilidade e interesse da proposta a ser desenvolvida em cada caso.

 

Confira a lista de propostas beneficiadas 

 

Fuente: Municipalidad de Córdoba

(*) Córdoba é uma das municipalidades integrantes do Grupo de Trabalho de Governos Locais de IberCultura Viva. Saiba mais sobre o GT em https://bit.ly/2qfWWqB

Tags | , , ,