Image Image Image Image Image
/ /
Scroll to Top

Para o Topo

FLACSO

26

Feb
2018

EmEDITAIS
Notícias

PorIberCultura

437 candidaturas são habilitadas no Edital de Bolsas para o Curso de Políticas Culturais de Base Comunitária

Em26, Feb 2018 | EmEDITAIS, Notícias | PorIberCultura

Das 466 postulações que o programa IberCultura Viva recebeu para o Edital de Bolsas para o Curso de Pós-graduação em Políticas Culturais de Base Comunitária FLACSO 2018, foram habilitadas 437 candidaturas provenientes de 10 países. Brasil e Argentina foram os países com maior número de habilitados: 121 e 109, respectivamente. Depois vieram Peru (75), Chile (59), El Salvador (19), Equador (16), Uruguai (10), Costa Rica (10), Guatemala (9) e Espanha (9). O prazo de recursos para complementação de documentação terminou na quinta-feira, 1º de março.

As pessoas com candidaturas habilitadas seguirão no processo de avaliação do edital, que teve inscrições abertas de 15 de dezembro de 2017 a 15 de fevereiro de 2018. Serão concedidas 50 bolsas para agentes de políticas culturais interessados em cursar esta pós-graduação ministrada de modo virtual, por meio do Campus Virtual da Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (FLACSO), com sede na Argentina. A duração será de nove meses, de abril a dezembro de 2018.

Para participar, as pessoas candidatas deverão contar com a disponibilidade de 10 horas semanais para acompanhar o curso e comprometer-se a realizar as avaliações parciais intermediárias e o trabalho final. As aulas serão realizadas em espanhol, exceto aquelas a cargo de professores brasileiros, que serão dadas em português e terão tradução para o espanhol. Os trabalhos poderão ser entregues na língua nativa (espanhol ou português).

Seleção

As 50 bolsas serão repartidas equitativamente entre os países participantes do Conselho Intergovernamental IberCultura Viva. A seleção de bolsistas será de responsabilidade do Comitê Técnico, integrado por representantes do Conselho Executivo do programa.

Serão levados em conta critérios como a experiência em gestão cultural, em ações culturais comunitárias e no desenho e execução de políticas públicas culturais, além da formação universitária em gestão cultural, ciências sociais, humanas ou econômicas. Aqueles que pertençam a povos originários e/ou afrodescendentes receberão um ponto extra na avaliação. Ao menos 50% das pessoas selecionadas deverão ser mulheres.

Matrícula

O resultado do edital deve ser divulgado antes do dia 13 de março. O Curso de Pós-graduação em Políticas Culturais de Base Comunitária FLACSO 2018 terá início no dia 5 de abril. As pessoas não selecionadas no edital que quiserem se matricular no curso podem fazê-lo antes do começo das aulas. Para alunos residentes na Argentina, o valor de investimento é de $13.750 pesos ($2200 de matrícula e 7 parcelas de $1650). Para alunos residentes fora da Argentina, o custo total é de US$ 1000 (US$ 400 de matrícula e duas parcelas de US$ 300). Há um desconto de 10% para quem pagar o valor total à vista, adiantado.

Mais informação sobre o curso:

http://flacso.org.ar/formacion-academica/posgrado-internacional-en-politicas-culturales-de-base-comunitaria/

 

(**Texto atualizado em 2 de março de 2018)

 

Confira a lista de pessoas candidatas habilitadas:

Informação aos Interessados II – Etapa de Habilitação – Edital de Bolsas do Curso de Pós-graduação em Políticas Culturais de Base Comunitária FLACSO-IberCultura Viva 2018- Lista definitiva

Informação aos Interessados I – Etapa de Habilitação – Edital de Bolsas do Curso de Pós-graduação em Políticas Culturais de Base Comunitária FLACSO-IberCultura Viva 2018

 

Tags | , , ,

15

Dec
2017

EmEDITAIS
Notícias

PorIberCultura

Convocatória aberta para o Curso de Pós-graduação em Políticas Culturais de Base Comunitária

Em15, Dec 2017 | EmEDITAIS, Notícias | PorIberCultura

Estão abertas a partir desta sexta-feira (15/12) as inscrições para a Convocatória de Bolsas do Curso de Pós-graduação em Políticas Culturais de Base Comunitária FLACSO-IberCultura Viva 2018. Cinquenta bolsas serão concedidas a agentes de políticas culturais, sejam eles trabalhadores dos distintos níveis do poder público ou das organizações culturais de base comunitária dos países membros do programa IberCultura Viva.

O curso será ministrado a distância, através do Campus Virtual da Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (FLACSO), sede Argentina, durante nove meses, de março a dezembro de 2018. Os interessados terão até o dia 15 de fevereiro de 2018 para apresentar as postulações.

Para participar, os candidatos deverão contar com disponibilidade de 10 horas semanais para acompanhar o curso e comprometer-se a realizar as avaliações parciais e o trabalho final. As inscrições poderão ser apresentadas nas línguas portuguesa ou espanhola.

As aulas serão em espanhol, exceto aquelas a cargo de professores brasileiros, que serão dadas em português e terão tradução para o espanhol. Os trabalhos poderão ser entregues no idioma nativo (espanhol ou português).

Docentes

Com o objetivo de fortalecer a formação e a pesquisa das políticas de cultura de base comunitária e o conceito de “cultura viva” como política pública, a proposta acadêmica busca a diversidade de olhares, com a participação de professores de vários países ibero-americanos.

Entre eles estarão George Yúdice (EUA), Fresia Camacho (Costa Rica), Carmen Lía Meoño Soto (Costa Rica), Giancarlo Priotti (Costa Rica), Fernando Vicario (Espanha), Alberto Quevedo (Argentina), Belén Igarzábal (Argentina), Emiliano Fuentes Firmani (Argentina), Diego Benhabib (Argentina), Célio Turino (Brasil), Alexandre Santini (Brasil), Rodrigo Savazoni (Brasil), Guillermo Valdizán Guerrero (Peru), Víctor Vich (Peru), Paloma Carpio (Peru), Doryan Bedoya (Guatemala), Bernardo Guerrero Jiménez (Chile), Omar Rincón (Colômbia), Ana María Restrepo (Colômbia), César Pineda (El Salvador) e Rafael Paredes (México).

 

Seleção

O edital está destinado aos países membros do IberCultura Viva com participação plena no Conselho Intergovernamental, segundo o regulamento do programa: Argentina, Brasil, Chile, Costa Rica, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Peru e Uruguai. As 50 bolsas serão repartidas equitativamente entre os países participantes.

A seleção dos candidatos levará em conta critérios como a experiência em gestão cultural, em ações culturais comunitárias e no desenho e execução de políticas públicas culturais, além da formação universitária em gestão cultural, ciências sociais, humanas ou econômicas. Aqueles que pertençam a povos originários e/ou afrodescendentes terão um ponto extra na avaliação. Ao menos 50% das pessoas selecionadas deverão ser mulheres. Os resultados finais serão divulgados até 6 de março de 2018.

 

Confira o edital: Bolsas Curso de Pós-graduação em Políticas Culturais de Base Comunitária

O formulário está disponível aqui

Baixe a declaração de compromisso

 

Saiba mais: http://bit.ly/2AAJRfr

 

Consultas: franco@iberculturaviva.org.

Tags | , , , ,