Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Para o Topo.EPara o Topo

Destaque

29

nov
2022

Em Destaque
Notícias

Nove municípios chilenos se somam à Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais

Em 29, nov 2022 | Em Destaque, Notícias |

Nove municípios chilenos aderiram à Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais: Concepción, Lonquimay, Quilaco, Valparaíso, San Felipe, Puqueldón, Hualaihué, La Unión e Puerto Saavedra. As autoridades desses municípios, localizados em cinco regiões do país (Valparaíso, La Araucanía, Biobío, Los Lagos e Los Ríos), enviaram ao programa seus pedidos de adesão e receberam neste mês as cartas de aceitação assinadas pela presidenta do Conselho Intergovernamental do IberCultura Viva, Esther Hernández Torres.

Formalizada em maio de 2019, a Rede de Cidades e Governos Locais é uma linha de ação do IberCultura Viva para articulação com municípios, províncias, estados e departamentos, que são as instâncias do poder público mais próximas dos principais sujeitos com os quais o programa trabalha: as organizações culturais comunitárias, os povos indígenas e comunidades afrodescendentes. 

Os governos locais que participam desse espaço de cooperação e intercâmbio são aqueles que desenvolvem ou têm interesse em desenvolver políticas culturais de base comunitária. Esta rede busca gerar espaços de reflexão, para chegar a consensos e histórias comuns sobre o que são políticas culturais de base comunitária e como melhorar a implementação e o impacto dessas políticas nos territórios.

Diferentemente dos países membros – que aderem ao IberCultura Viva pelo compromisso de aportar recursos –, os governos municipais, estaduais, departamentais e/ou provinciais que compõem a rede não precisam fazer contribuições monetárias ao Fundo Multilateral IberCultura Viva. Sua contribuição se dá por meio de ações promovidas em conjunto com o programa, como a realização de encontros de redes formadas por organizações e coletivos de cultura comunitária; intercâmbios entre funcionários e técnicos para fortalecer as políticas; publicações e seminários, entre outras atividades.

Com a entrada desses nove representantes chilenos, a Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais passa a contar com 30 membros: 25 municípios, 4 províncias e 1 estado. Nesta lista, a Argentina aparece com 7 (4 províncias e 3 municípios); Chile com 10; México com 8 (7 municípios e 1 estado); Brasil com 2; Colômbia, Costa Rica e Peru com 1.

.

Fortalecimento da cultura comunitária

O ingresso conjunto desses nove municípios é resultado do trabalho que o Ministério das Culturas, das Artes e do Patrimônio do Chile tem realizado no campo da cultura comunitária para o fortalecimento das identidades e o reconhecimento da diversidade cultural presente no território. 

O plano de governo do presidente Gabriel Boric inclui o desenvolvimento de programas inovadores de cultura comunitária, como o de Pontos de Cultura. Desde o dia 15 de março, está sendo desenvolvido no país um processo participativo no qual representantes de comunidades organizadas em torno da cultura puderam compartilhar e discutir, a partir de suas experiências territoriais, propostas para o programa Puntos de Cultura Comunitária, que será implementado no Chile em 2023. 

Este novo programa, desenhado de forma coletiva e colaborativa, será apresentado no Encuentro Ciudadano de Culturas Comunitarias, que se realizará em Santiago nos dias 1 e 2 de dezembro. Esta instância coroa o processo levado a cabo ao longo deste ano, com várias ações de participação autoconvocadas, tanto internas (pela experiência no Ministério das Culturas) como externas, através de iniciativas como os “Diálogos Cidadãos” que se realizaram em todas as regiões do país.

(Foto: FB Municipalidad de Puqueldón, región de Los Lagos)

.

Saiba mais sobre a rede

Conheça alguns integrantes da Rede de Cidades e Governos Locais IberCultura Viva

.

* Para download:

Estatuto da Rede de Cidades e Governos Locais

Parâmetros para inclusão na Rede de Cidades e Governos Locais