Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Para o Topo.EPara o Topo

Notícias

05

fev
2021

Em Notícias

Começa a segunda etapa do planejamento estratégico para o período 2021-2023

Em 05, fev 2021 | Em Notícias |

Nesta sexta-feira, 5 de fevereiro, começou a segunda etapa de elaboração do Plano Estratégico Trienal (PET 2021-2023) do programa IberCultura Viva. A comissão especial de trabalho que se formou em outubro de 2020 – e se reuniu cinco vezes na primeira fase do planejamento, em novembro e dezembro – retomou suas atividades com uma reunião por videoconferência, em que se discutiram alguns temas do planejamento tático para 2021 e a dinâmica do processo de trabalho que se realizará entre os meses de fevereiro e março.

Participaram do encontro Esther Hernández, diretora geral de Vinculação Cultural da Secretaria de Cultura do México e presidenta do Conselho Intergovernamental IberCultura Viva; Valeria López López, diretora de Promoção, Formação e Desenvolvimento da Direção Geral de Vinculação Cultural da Secretaria de Cultura do México; Diego Benhabib, coordenador de Pontos de Cultura do Ministério de Cultura da Argentina; Iskra Gargurevich, coordenadora de Pontos de Cultura do Ministério de Cultura do Peru, e Camilo Tovar, assessor de Assuntos Internacionais e Cooperação do Ministério de Cultura da Colômbia. Pela Unidade Técnica do programa, Emiliano Fuentes Firmani, secretário técnico, e Rosario Lucesole, consultora de projetos.

Outras cinco reuniões virtuais estão programadas para realizar-se nas próximas semanas, às sextas-feiras, até 12 de março. Na semana que vem, a sessão deverá durar três horas e estará dividida em duas partes. Numa delas, a Unidade Técnica apresentará um comparativo dos objetivos, resultados e linhas de ação do PET 2018-2020 e da proposta que se desenhou para o período 2021-2023. Depois dessa apresentação, as representantes da Secretaria Geral Ibero-americana (SEGIB) farão uma capacitação sobre planejamento em Gestão Orientada a Resultados de Desenvolvimento (GORD), para traduzir por que o PET está estruturado desta forma. 

Foram convidadas para esta reunião de 12 de março pessoas que têm participado do Grupo de Trabalho (GT) de Participação Social e Cooperação Cultural, além de representantes de organizações culturais comunitárias selecionadas nos Editais IberCultura Viva de Apoio a Redes e Trabalhos Colaborativos em 2018 e 2019. Também está prevista a presença de representantes dos municípios e províncias integrantes da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais.

Segundo Emiliano Fuentes Firmani, esta reunião será de caráter expositivo, para apresentar a proposta esboçada em dezembro e poder capacitar as/os participantes em noções mínimas sobre planejamento e construção de indicadores. “A ideia é que depois desta primeira reunião tanto as organizações como os governos locais tenham mais insumos para poder fazer as propostas que discutamos”, comentou o secretário técnico.

A sessão seguinte, de 19 de fevereiro, será dedicada à Rede de Cidades e Governos Locais e a seguinte, em 26 de fevereiro, ao GT de Participação Social e Cooperação Cultural. A quinta sessão terá como tema principal a construção de indicadores e a sexta, o Plano Operativo Anual (POA 2021). As propostas finais para o PET e o POA serão apresentadas ao Conselho Intergovernamental IberCultura Viva no dia 26 de março.

 

 

Leia também: