Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Para o Topo.EPara o Topo

Arquivos Zapopan - IberCultura Viva

02

jul
2021

Em Notícias

Por IberCultura

Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais reúne-se no 2º Encontro do CVC de Zapopan

Em 02, jul 2021 | Em Notícias | Por IberCultura

Constituída oficialmente em maio de 2019, no âmbito do 3º Encontro de Redes IberCultura Viva, na Argentina, a Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais está começando a estabelecer seu estatuto de funcionamento, juntamente com o plano de trabalho para o próximo ano, até junho de 2022. 

Para retomar os debates, serão realizadas três sessões de trabalho durante o 2º Encontro de Cultura Viva Comunitária em Cidades e Governos Locais da América Latina, que começa nesta sexta-feira e segue até o dia 5 de julho, de forma virtual e presencial, com atividades em Zapopan e Guadalajara (Jalisco, México) e transmissão via Facebook Live. O evento é produzido pela Municipalidade de Zapopan com o apoio do IberCultura Viva e do programa Cultura Comunitária da Secretaria de Cultura do México.

A primeira sessão, esta sexta-feira, contou com a participação de 22 pessoas, em sua maioria representantes dos municípios e províncias que integram a rede. Esta sessão também foi aberta às cidades participantes do Grupo de Trabalho de Governos Locais de IberCultura Viva formado em Quito, Equador, em novembro de 2017, como os municípios de Córdoba (Argentina) e Lima (Peru). Além disso, representantes do cantão de Mora (Costa Rica) e do município de São Leopoldo (Rio Grande do Sul, Brasil) foram convidados a participar.

Entre as pessoas que se conectaram nesta primeira sessão estavam representantes de municípios de diferentes países, como Niterói (Brasil), San Pedro de la Paz (Chile), Comodoro Rivadavia (Argentina) e Alajuelita (Costa Rica). Os representantes dos quatro governos mexicanos que integram a rede (San Luis Potosí, Zapopan, Jojutla e Xalapa) se reuniram em Zapopan, no Centro Cultural Constitución, onde foram realizadas as atividades presenciais do encontro.

Esther Hernández Torres, diretora geral de Vinculação Cultural da Secretaria de Cultura do Governo do México e presidenta do Conselho Intergovernamental IberCultura Viva, esteve com o grupo em Zapopan, onde deu as boas-vindas às pessoas que estavam presentes à sessão e em seguida participou como uma das convidadas do primeiro conversatório do 2º Encontro de CVC em Cidades e Governos Locais da América Latina. 

Também participaram da sessão de Zapopan: Manuel Trujillo, colaborador da Secretaria de Cultura do México e contato técnico com IberCultura Viva; Yazmín Pastrana Sánchez, diretora de Cultura do município de Jojutla; Gerardo Daniel Padilla, coordenador de Inovação e Desenvolvimento Institucional da Diretoria de Cultura de San Luis Potosí; Sylvio Letort Hernández, chefe do Departamento de Difusão, Promoção e Desenvolvimento da Cultura de Xalapa; Luisa Velásquez, chefe do Departamento Zapopan Comunitária, e Sandra Scotto Núñez, coordenadora do Programa Cultura Comunitária Viva do Município de Lima (Peru).

O grupo que participou da sessão diretamente de Zapopan: Sandra, Sylvio, Yazmin, Esther, Luísa, Daniel y Manuel

.

Construção da rede

O encontro virtual começou com um histórico da construção da rede, por parte de Emiliano Fuentes Firmani, secretário técnico do IberCultura Viva, que comentou o interesse do programa em ter um espaço de articulação com os governos locais (“a primeira trincheira democrática de articulação com as organizações culturais comunitárias”), e o espírito de retomada do compromisso de trabalho para poder estruturar esta rede, atualmente composta por 14 municípios e províncias.

Em seguida, Federico Prieto, representante da província de Entre Ríos (Argentina), que assumiu a coordenação da Comissão Especial de Articulação, apresentou uma proposta de plano de trabalho para os três dias de sessões durante o encontro de Zapopan, e uma proposta de marco introdutório do que é e pode vir a ser a Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. 

Além de mencionar o compromisso de realizar um espaço de intercâmbio e cooperação entre os governos locais em conjunto com o IberCultura Viva, o plano de trabalho proposto reforça a intenção de “continuar a desenvolver um horizonte comum onde as políticas culturais de base comunitária se traduzam na reconhecimento do valor dos processos de construção da cidadania e da diversidade cultural expressos na participação social organizada, para a melhoria das condições de vida e convivência de nossos povos”. 

A metodologia de trabalho prevê os debates a partir de questões como: Quem somos? Que objetivos buscamos? Que princípios ou valores uma rede com essas características deve defender? Que áreas de trabalho a rede poderia desenvolver para estruturar seu trabalho? Que ações a rede deve realizar para alcançar os resultados esperados? 

.

Próximas reuniões

Para a segunda sessão de trabalho, neste sábado, 3 de julho, estão previstas a sistematização das contribuições do primeiro dia, a discussão das propostas de ação para o segundo semestre de 2021 e o início da redação do estatuto e da estrutura de trabalho da rede. A terceira e última sessão será no domingo, quando está prevista a finalização da redação dos documentos e a definição da próxima reunião para discussão e aprovação do plano de ação elaborado pelas comissões de trabalho.

Além dessas três sessões de trabalho, a Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais estará presente em dois conversatórios do 2º Encontro de Cultura Viva Comunitária em Cidades e Governos Locais da América Latina. Sábado, às 13h15 (horário do México; 15h15 em Brasília), o debate “A cidade e os direitos culturais” contará com a participação de representantes dos quatro governos locais que compõem a rede: Comodoro Rivadavia (Argentina), Niterói (Brasil), Alajuelita ( Costa Rica) e San Luis Potosí (México). Domingo, às 17h15, haverá um espaço para as conclusões e a apresentação da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. Os dois conversatórios serão transmitidos pela página do evento no Facebook e do IberCultura Viva.

Tags | , , ,

30

jun
2021

Em Notícias

Por IberCultura

Zapopan sediará o 2º Encontro de Cultura Viva em Cidades e Governos Locais da América Latina

Em 30, jun 2021 | Em Notícias | Por IberCultura

O 2º Encontro de Cultura Viva em Cidades e Governos Locais da América Latina será realizado de 2 a 5 de julho em um formato híbrido (virtual/presencial), com atividades em Zapopan e Guadalajara (México) transmitidas pelo Facebook através da página do evento e da página do IberCultura Viva. Ao longo desses quatro dias serão realizadas palestras, oficinas, mesas de diálogo, apresentações editoriais e mostras artísticas.

O evento, organizado pelo Município de Zapopan com o apoio da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais e do programa Cultura Comunitária da Secretaria de Cultura do México, é resultado da colaboração entre 12 instituições acadêmicas e culturais locais, nacionais e internacionais (*), e a participação de 25 organizações culturais comunitárias e associações civis. 

O projeto surgiu no Mestrado em Gestão e Desenvolvimento Cultural da Universidade de Guadalajara como um projeto da aluna Luísa Velásquez Santiago, tendo como antecedente o encontro realizado em 2017 na cidade de Campinas (São Paulo, Brasil). O objetivo é dar visibilidade e fortalecer a cultura viva comunitária como prática cultural e política pública nas entidades locais.

O encontro reunirá experiências de políticas públicas e organizações culturais comunitárias em nível local e poderá receber até 200 representantes de organizações culturais comunitárias, agentes culturais, pesquisadores, acadêmicos, estudantes, funcionários públicos e formadores de opinião, que compartilharão seus avanços, resultados e desafios nas políticas comunitárias.

As atividades serão realizadas em espaços como o Centro Cultural Constitución, o LARVA, o Museu da Cidade e o Museu Casa López Portillo e o Fórum de Arte e Cultura. A participação é gratuita, mas é necessária inscrição prévia, porque as vagas são limitadas.

Entre as pessoas convidadas a participar estão Esther Hernández Torres, diretora geral de Vinculação Cultural da Secretaria de Cultura do México e presidenta do Conselho Intergovernamental IberCultura Viva; Frédéric Vacheron, representante da UNESCO no México; Jorge Melguizo, consultor independente que foi secretário de Cultura Cidadã e Desenvolvimento Social de Medellín (Colômbia), e Alexandre Santini, subsecretário de Culturas de Niterói (Rio de Janeiro, Brasil) e ex-diretor de Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura do Brasil.

.

A Rede de Cidades e Governos Locais IberCultura Viva, que tem entre os seus membros o município de Zapopan, terá um espaço de encontro no evento. Três sessões de trabalho da rede estão programadas para sexta, sábado e domingo. 

Após a sessão de sábado, às 13h15, a palestra “A cidade e os direitos culturais” contará com a participação de representantes de quatro governos locais que integram a rede: Comodoro Rivadavia (Argentina), Niterói (Brasil), Alajuelita (Costa Rica) e San Luis Potosí (México). Imelda Cázares, consultora de projetos do programa IberCultura Viva e integrante da Secretaria de Cultura do México, será a moderadora. No domingo, às 17h15, haverá um espaço para as conclusões das mesas de trabalho do encontro e uma apresentação da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais.

.

Confira o programa de atividades: https://bit.ly/3gRX5bo

Cadastre-se para participar de maneira presencial: https://bit.ly/3ddCnR9 r

.

(*) Projeto realizado em colaboração com: Mestrado em Gestão e Desenvolvimento Cultural da Universidade de Guadalajara (UDG), UDG Virtual, Governo de Zapopan, Governo de Guadalajara, IMEPLAN, Diretoria de Cultura de San Luis Potosí, Secretaria de Cultura de Jalisco, Secretaria de Cultura da Cidade do México, Secretaria de Cultura de Niterói, Secretaria de Cultura de México, IberCultura Viva e UNESCO.

Tags | , , ,

28

set
2020

Em Notícias

Por IberCultura

“Articulação e redes de cultura comunitária” é o tema do próximo conversatório de Cultura Zapopan

Em 28, set 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

A Direção de Cultura do Governo de Zapopan (Jalisco, México) realizará na próxima segunda-feira, 5 de outubro, às 19:00 (hora local), o conversatório virtual “Articulação e redes de cultura comunitária”. O encontro, que é parte do programa de fortalecimento para as organizações culturais comunitárias do município, contará com a participação de duas pessoas com larga experiência em articulação e incidência política: Fresia Camacho (Costa Rica) e Alexandre Santini (Brasil). 

Fresia Camacho é socióloga, mestra em estudos da mulher e ex-diretora de Cultura do Ministério de Cultura e Juventude de Costa Rica. Vem trabalhando como animadora, gestora cultural, comunicadora, especialmente com mulheres, jovens, comunidades rurais e urbanas. Além de projetos em rádios, revistas e encontros culturais nas comunidades, tem uma reconhecida trajetória em redes de arte comunitária e transformação social (Guanared, Caleidoscopio), animando, atiçando, tecendo vínculos, fortalecendo identidades.

Alexandre Santini é gestor cultural, dramaturgo, diretor teatral, bacharel em teoria do teatro e mestre em Cultura e Territorialidades. Ex-diretor de Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério da Cultura do Brasil (2015-2016), é autor do livro “Cultura viva comunitária, políticas culturais no Brasil e na América Latina”, e atualmente diretor do Teatro Popular Oscar Niemeyer em Niterói (Rio de Janeiro). Entre seu ativismo político e cultural se encontra a articulação do movimento latino-americano de Cultura Viva Comunitária e recentemente um árduo trabalho de mobilização para a criação, aprovação e regulamentação da Lei Aldir Blanc no Brasil, pela emergência cultural derivada da Covid-19.

Além de compartilhar suas experiências e conquistas a partir do potencial da articulação em diferentes contextos, Fresia Camacho e Alexandre Santini devem reflexionar sobre os benefícios e desafios das redes culturais, e narrar desde suas perspectivas quais são as áreas de oportunidade para a criação de alianças no contexto da pandemia e da nova normalidade para a cultura comunitária.

 

Articulação em rede

A Direção de Cultura de Zapopan iniciou no final de 2019 o mapeamento e reconhecimento de iniciativas culturais cidadãs como Pontos de Cultura, criando linhas de fortalecimento para tais organizações e coletivos. Para potencializar esses avanços na política pública tem agregado uma articulação em rede, reforçando a ideia de Célio Turino (um dos criadores dos Pontos de Cultura no Brasil) de que “quanto mais articulações e redes houver, mais sustentável será o processo de empoderamento social desencadeado pelo Ponto de Cultura”.

Para o programa Zapopan Comunitária, a articulação das organizações culturais comunitárias e das redes de cooperação representam uma oportunidade para a realização de alianças estratégicas e também para a incidência nas políticas públicas, o que contribui para assegurar um impacto maior e a sustentabilidade do setor, trazendo consigo uma série de benefícios e desafios.

Este é o quarto conversatório da série de encontros virtuais promovidos por Cultura Zapopan com o apoio do Colégio de Jalisco e do programa IberCultura Viva. O primeiro, em 17 de agosto, teve como tema “Princípios da Cultura Viva Comunitária” e contou com a presença de Eduardo Balán  (El Culebrón Timbal, Argentina). Gerardo Padilla (San Luis Potosí) e María Elena Hernández participaram do segundo, “Organizações e desenvolvimento comunitário”, em 31 de agosto. Niurka Chávez, do Programa Cultura Comunitária da Secretaria de Cultura do Governo do México, e Mario Rodríguez, da Fundação Wayna Tambo (Bolívia), foram os convidados do terceiro conversatório, em 14 de setembro. O próximo, previsto para 9 de novembro, tratará de “Economia alternativa na Cultura Viva”.

⇒Acompanhe a transmissão do conversatório em: 

www.youtube.com/c/ElColegiodeJaliscoAC/

www.facebook.com/ZapopanCultura 

 

Tags | , ,

12

set
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Direção de Cultura de Zapopan realiza o conversatório “Assembleias e consensos na cultura comunitária”

Em 12, set 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

“Assembleias e consensos na cultura comunitária” é o tema do conversatório virtual que a Direção de Cultura do Governo de Zapopan (Jalisco, México) realiza nesta segunda-feira 14 de setembro, às 19 horas (hora de CDMX), como parte de seu programa de fortalecimento para as Organizações Culturais Comunitárias (OCC). O encontro contará com a participação, como palestrantes, de Niurka Chávez, do Programa Cultura Comunitária da Secretaria de Cultura do Governo do México, e Mario Rodríguez, da Fundação Wayna Tambo (Bolívia).

Mario Rodríguez é graduado em Educação e mestre em Comunicação. É educador, escritor e fundador da rede de comunicação popular Wayna Tambo, articulador do “Tejido de Cultura Viva Comunitaria” na Bolívia e integrante do movimento latino-americano de CVC. Na Red de la Diversidad e na Fundación Wayna Tambo, tem presença efetiva em redes de coordenação e  fortalecimento do tecido comunitário e de movimentos urbanos e culturais, com participação significativa de jovens e moradores/as de bairros populares, através de propostas, debates, negociações, mobilizações e capacidades de gestão do público, dos bens comuns e dos acordos de convivência equitativa em pluralidade, de forma corresponsável com diferentes instâncias do Estado com capacidade de incidência nas vidas cotidianas, no tecido organizativo e nas políticas públicas em escala local, municipal, nacional e internacional.

Niurka Chávez Soria cursou Sociologia, especializando-se em Sociologia da arte e da cultura, e estudos de gênero em Ciências Sociais, pela Universidade Nacional Autónoma de México (UNAM). Participa de diversos processos, projetos e espaços de pesquisa, e trabalho colaborativo com coletivos com experiências artístico-culturais vinculados à promoção de direitos humanos e políticas públicas sobre cultura e direitos das pessoas jovens. Atualmente é responsável pela área de Vinculação e agenda comunitária da Direção de Animação Cultural, da Direção Geral de Vinculação Cultural, Secretaria de Cultura do Governo do México.

O conversatório busca ser um espaço para dar a conhecer as experiências e metodologias aplicadas pelos palestrantes convidados, para que as organizações no território de Zapopan possam fortalecer seus processos organizativos e de tomada de decisões. Esta atividade está dirigida a organizações e pessoas em geral, atuantes ou interessadas no tema da Cultura Viva Comunitária, e poderá ser acompanhada ao vivo e de maneira gratuita através das redes sociais de Cultura Zapopan e El Colegio de Jalisco.

Edições anteriores

Esta série de conversatórios virtuais promovidos pela Direção de Cultura de Zapopan  – com o apoio do Colégio de Jalisco e do programa IberCultura Viva – começaram na segunda-feira 17 de agosto, com o tema “Principios da Cultura Viva Comunitária”. Eduardo Balán, coordenador geral da produtora/escola cultural comunitária El Culebrón Timbal, de Buenos Aires, Argentina, participou do primeiro encontro como palestrante. Gerardo Padilla (San Luis Potosí) e María Elena Hernández participaram do segundo conversatório, “Organizações e desenvolvimento comunitário”, no dia 31 de agosto. Os próximos estão previstos para 5 de outubro (“Articulação e redes de Cultura Comunitária”) e 9 de novembro (“Economia alternativa na Cultura Viva”).

Zapopan é uma das municipalidades integrantes da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. A Direção de Cultura do Governo Municipal lançou recentemente, via programa Zapopan Comunitária, o registro de organizações e agrupações culturais comunitárias e o registro de agentes aliados de Puntos de Cultura. Esses registros buscam identificar, reconhecer, fortalecer e propiciar a articulação em rede das organizações sociais que mantêm um trabalho contínuo a partir da arte e das culturas, contribuindo para atender necessidades locais (como a melhora da educação, da saúde e da segurança) e fomentar processos de desenvolvimento individual e comunitário.

 

Acompanhe a transmissão em: www.facebook.com/ZapopanCultura e www.youtube.com/c/ElColegiodeJaliscoAC/.

 

Tags | ,

17

ago
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Programa Zapopan Comunitária organiza encontros virtuais para a capacitação das organizações

Em 17, ago 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

 

Nesta segunda-feira 17 de agosto, a Direção de Cultura do Governo de Zapopan (Jalisco, México) inicia uma série de encontros virtuais como parte de seu programa de fortalecimento para as Organizações Culturais Comunitárias (OCC). Ao longo de quatro meses, o governo municipal, através do Programa Zapopan Comunitária, trabalhará com as OCC em marcos conceituais, de direitos e fortalecimento de seus sistemas organizacionais (identidade, planejamento operativo, sistemas de organização, sustentabilidade, articulação e incidência). 

O primeiro conversatório será “Princípios da Cultura Viva Comunitária”, que contará com a participação de Eduardo Balán, coordenador geral da produtora/escola cultural comunitária El Culebrón Timbal, desde Buenos Aires, Argentina, como palestrante. O encontro começará às 19h (hora de Cidade de México) com transmissão ao vivo pelo Facebook de Cultura Zapopan.

Os próximos encontros estão previstos para as segundas-feiras 31 de agosto (“As organizações culturais e o desenvolvimento comunitário”), 14 de setembro (“Assembleias e consensos nas Organizações Culturais Comunitárias”), 5 de outubro (“Articulação e redes de Cultura Comunitária”) e  9 de novembro (“Economia alternativa na Cultura Viva”).

Zapopan é uma das municipalidades integrantes da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. A Direção de Cultura do Governo Municipal lançou recentemente o registro de organizações e agrupações culturais comunitárias e o registro de agentes aliados de Pontos de Cultura.

Esses registros buscam identificar, reconhecer, fortalecer e propiciar a articulação em rede das organizações sociais que mantêm um trabalho contínuo a partir da arte e das culturas, contribuindo para atender necessidades locais (como a melhora da educação, da saúde e da segurança) e estimular processos de desenvolvimento individual e comunitário.

 

 

 

Tags | , , ,

26

maio
2020

Em Notícias

Por IberCultura

Governo de Zapopan abre o registro de organizações culturais comunitárias e aliados de Pontos de Cultura

Em 26, maio 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

O programa Zapopan Comunitária, da Direção de Cultura do Governo de Zapopan (Jalisco, México), lançou o registro de organizações e agrupações culturais comunitárias e o registro de agentes aliados de Pontos de Cultura. A iniciativa tem como objetivo identificar, reconhecer, fortalecer e propiciar a articulação em rede das organizações sociais que mantêm um trabalho contínuo a partir da arte e das culturas, buscando atender necessidades locais (como a melhora da educação, da saúde e da segurança) e fomentar processos de desenvolvimento individual e comunitário. 

A organização, coletivo ou agrupação cultural comunitária inscrita como Ponto de Cultura no programa Zapopan Comunitária será colaboradora do governo municipal e de outras organizações para contribuir para o desenvolvimento de sua comunidade e vincular-se em rede com outros Pontos de Cultura. Além do reconhecimento oficial, os Pontos de Cultura contarão com benefícios como cobertura e difusão de suas atividades através dos meios à disposição de Zapopan Comunitária, e capacitação permanente para elevar as habilidades de gestão, ação, sistematização e comunicação, buscando ampliar seu impacto nos cidadãos e sustentabilidade a longo prazo.

Podem registrar-se as organizações, associações, coletivos, agrupações e iniciativas culturais ou de vizinhos, sem fins lucrativos (com ou sem personalidade jurídica), com ao menos dois anos de trabalho contínuo e comprovável, formadas por pelo menos três membros que trabalhem em sua comunidade desde as artes e as culturas de maneira constante em atividades que: 

  • Contribuem para a recuperação e o fortalecimento da vida e relações comunitárias. 
  • Contribuem para o resgate, proteção, uso e expansão dos saberes ancestrais, tradições, identidade cultural e memória de povos originários, camponeses, indígenas e populações afro-mexicanas. 
  • Incentivam a apropriação do espaço público e do patrimônio cultural.
  • Promovem o respeito à diversidade de identidades e o reconhecimento de direitos de populações e/ou grupos historicamente discriminados. 
  • Atendem a populações em condições de vulnerabilidade social. 
  • Fortalecem as experiências de trabalho em rede e ação colaborativa que buscam o fortalecimento de movimentos cidadãos, incidência e construção de políticas públicas culturais que aportam ao desenvolvimento social. 

Caso a organização não esteja situada em Zapopan ou não conte com pelo menos 50% dos integrantes vivendo no município, pode registrar-se como “aliado” e assim obter alguns dos benefícios das atividades de formação teórica e metodológica para o trabalho comunitário. O registro será permanente, realizado de maneira virtual, ou de forma presencial (uma vez terminada a quarentena) no escritório de Zapopan Comunitária, na Casa de Cultura de Zapopan (Vicente Guerrero 233, Zapopan centro).

⇒ Saiba mais sobre a convocatória

 

Registro de Puntos de Cultura: https://forms.gle/ED26cG9pizUcjGKZ8

Registro de Aliados: https://forms.gle/DvwGqDyZX5o4sCYi9

 

Carmen Díaz – Invitación a Zapopan Comunitaria

De Costa Rica, Carmen Díaz invita a quienes realizan cultura comunitaria a inscribirse como Punto de Cultura del programa Zapopan Comunitaria.Conoce la convocatoria aquí: https://bit.ly/2ZkCBjgIssuu: https://bit.ly/3dJRsrqRegistro de Puntos de Cultura: https://forms.gle/ED26cG9pizUcjGKZ8Regsitro de Aliados: https://forms.gle/DvwGqDyZX5o4sCYi9#ZapopanComunitaria #CulturaVivaComunitaria #CVC

Publicado por Cultura Zapopan em Quinta-feira, 21 de maio de 2020

Tags | , ,

19

maio
2020

Em Notícias

Por IberCultura

“Comunidade e resiliência pelo bem viver”: uma roda de conversa para celebrar o Dia da Cultura Viva Comunitária

Em 19, maio 2020 | Em Notícias | Por IberCultura

 

Na próxima sexta-feira 22 de maio, Dia da Cultura Viva Comunitária, a Direção de Cultura de Zapopan (México) realizará um encontro virtual dirigido a associações, coletivos, agrupações e iniciativas culturais interessadas em projetos de cultura viva em comunidades.

Participarão da roda de conversa “Comunidade e resiliência pelo bem viver”: Jorge Blandón, da Corporación Cultural Nuestra Gente, de Medellín (Colômbia); Yesenia Muñoz, da Rede Recultivar México e do Laboratorio Escénico A. C., de Loma Grande, Veracruz; Francisco E. Zamora, de Fomento Educativo Intercultural A. C., de Monterrey, Nuevo León; Rocío Orozco, do coletivo CulturAula, de Guadalajara, Jalisco; e Luisa Velásquez, chefa do Departamento de Cultura Comunitária da Direção de Cultura de Zapopan.

O conceito de Cultura Viva Comunitária, sua história no México e na Ibero-América, seu trabalho em rede e as maneiras com que as organizações culturais comunitárias (OCC) têm enfrentado a precariedade e diversos contextos de crises políticas, econômicas e sanitárias, são alguns dos temas previstos para o encontro. A atividade é gratuita e aberta para todo público, mediante inscrição prévia.

 

➡️ Inscrições: conversatoriozapopan@gmail.com

➡️ Saiba mais: https://www.facebook.com/events/2871815402868164/

 

(*) Zapopan é uma das municipalidades integrantes da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. Saiba mais sobre a rede em https://iberculturaviva.org/rede-de-cidades/?lang=es

Tags | , ,