Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Para o Topo.EPara o Topo

Destaque

17

nov
2021

Em Destaque
Notícias

Paraguai ingressa no programa IberCultura Viva como país convidado

Em 17, nov 2021 | Em Destaque, Notícias |

 

Em um webinar realizado nesta terça-feira, 16 de novembro, foi oficializada a incorporação do Paraguai ao programa IberCultura Viva como país convidado, pelo período de um ano, a partir de 1º de dezembro. O anúncio se deu durante o intercâmbio de experiências com Pontos de Cultura, uma das atividades da Semana da Cultura e da Diversidade 2021, organizada pela Secretaria Nacional de Cultura do  Paraguai. 

Participaram deste encontro por videoconferência, por parte do Paraguai, o diretor geral de Diversidade, Direitos e Processos Culturais da Secretaria Nacional de Cultura, Humberto López La Bella; a diretora de Apoio a Espaços Culturais, Mariela Muñoz Barresi, e representantes de Pontos de Cultura selecionados neste ano no país. Por parte do IberCultura Viva, participaram o secretário técnico do programa, Emiliano Fuentes Firmani, e o coordenador de Pontos de Cultura da Argentina, Diego Benhabib, que falou em nome da  vice-presidência do Conselho Intergovernamental. 

.

(Re)incorporação

O Paraguai foi um dos primeiros países a aderir ao programa IberCultura Viva logo após sua criação, aprovada em outubro de 2013, na 23ª Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e de Governo, na Cidade do Panamá. A Secretaria Nacional de Cultura esteve presente nas reuniões do Conselho Intergovernamental desde 2014 até 2016, quando o governo paraguaio deixou o programa.

No encontro desta terça-feira, Humberto López La Bella começou sua intervenção ressaltando que considera esta “reincorporação” como um passo importante para a Secretaria Nacional de Cultura e para todo o setor cultural comunitário do país. “Desde o ano passado temos incentivado a retomada da formação de uma mesa técnica setorial de cultura viva comunitária, desde onde viemos trabalhando com diferentes agentes, de distintos pontos do país, indicando as necessidades e priorizando algumas ações que respondam às necessidades do setor”, comentou o diretor.

Este ano, a Secretaria Nacional de Cultura apresentou o programa Pontos de Cultura como uma das estratégias para a reativação do setor cultural em 2021, a fim de fortalecer e garantir a sustentabilidade de espaços e centros culturais comunitários. Uma primeira convocatória para Pontos de Cultura foi lançada no país em abril. Neste edital foram selecionados 27 Pontos de Cultura.

O programa Pontos de Cultura hoje se encontra em pleno desenvolvimento no país, e sua implementação foi uma das motivações para o convite do Conselho Intergovernamental do IberCultura Viva ao governo paraguaio, para que retornasse ao programa, inicialmente como um país convidado, podendo participar dos editais e demais atividades previstas para 2022. “Estamos certos que este processo que vai se consolidando servirá para que o Paraguai possa ser membro pleno do programa e através disso ir fortalecendo a política pública para o setor cultural comunitário”, afirmou Humberto López.

.

Boas-vindas

Diego Benhabib deu as boas-vindas ao governo paraguaio em nome do programa IberCultura Viva. “Para nós é um prazer enorme que Paraguai volte a se incorporar a este programa de cooperação ibero-americana, pelo que fez ali no início, quando nos formamos, em 2014”, celebrou, ressaltando também o “compromisso e a convicção de que através de políticas culturais de base comunitária se alcançam grandes transformações em nossas sociedades e comunidades”.

O coordenador de Pontos de Cultura da Argentina também mencionou a participação de El Cántaro BioEscuela Popular neste processo de retomada de vínculo do governo paraguaio com o programa. El Cántaro é uma organização cultural comunitária com sede em Areguá que organizou este ano, em parceria com o Centro Cultural de España Juan de Salazar (Paraguai), o Seminário “Intercâmbios de Saberes para a Gestão Cultural Comunitária”. O evento foi declarado de interesse por IberCultura Viva e também motivou o convite para que o Paraguai voltasse ao programa. 

“El Cántaro tem feito muito para que as organizações culturais do país possam se interessar pelo trabalho do que é a cultura viva comunitária e possam incorporar-se ao movimento latino-americano”, comentou Benhabib. “As políticas culturais de base comunitária estão construídas com protagonismo popular, com a participação das organizações, reconhecendo sujeitos e coletivos culturais de forte trabalho territorial. Neste sentido, o trabalho mancomunado entre organizações, coletivos, sociedade civil e Estado, é fundamental”. 

Em seguida, Emiliano Fuentes Firmani explicou cómo funciona IberCultura Viva, quais são seus valores, missão, objetivos estratégicos, linhas de ação e resultados esperados, comentou algumas das atividades realizadas pelo programa em 2021, falou de concursos e convocatórias, apresentou a plataforma Mapa IberCultura Viva (onde, desde 2018, se realizam as inscrições para os editais do programa) e respondeu a perguntas de representantes de Pontos de Cultura do Paraguai que participaram do encontro virtual. 

.

Antecedentes

Esta não será a primeira vez que IberCultura Viva terá um governo participando de suas atividades como país convidado. Em novembro de 2018, na 10ª Reunião do Conselho Intergovernamental, um dos acordos firmados foi o convite ao governo cubano para que participasse das atividades do programa durante o ano de 2019. Desta maneira, representantes de organizações culturais comunitárias de Cuba foram selecionados/as em editais lançados pelo IberCultura Viva, como IberEntrelaçando Experiências, que promove intercâmbios entre organizações de diferentes países, e o Edital de Mobilidade, que em 2019 levou pessoas dos países membros para participar do 4º Congresso Latino-americano de Cultura Viva Comunitária na Argentina. 

Para 2022 está previsto o lançamento do Edital de Mobilidade para apoiar a participação de representantes de organizações culturais comunitárias de países membros de IberCultura Viva no 5º Congresso Latino-americano de Cultura Viva Comunitária, que se realizará no Peru. Pessoas do Paraguai também vão poder participar, ao lado de representantes de organizações dos 11 países que atualmente integram o programa. Antes, provavelmente na terceira semana de dezembro de 2021, será lançado o Edital de Bolsas para o Curso de Pós-graduação Internacional em Políticas Culturais de Base Comunitária 2022. Ao menos oito bolsas estarão disponíveis para pessoas provenientes do Paraguai.

.

Assista ao vídeo do webinar “Incorporación de Paraguay al programa IberCultura Viva: intercambios de experiencias con Puntos de Cultura”: https://fb.watch/9j-OmuzaSg/

Tags |