Image Image Image Image Image
Scroll to Top

Para o Topo.EPara o Topo

EDITAIS

30

dez
2021

Em EDITAIS
Notícias

Conheça a proposta ganhadora do concurso de logotipo da Rede de Cidades e Governos Locais

Em 30, dez 2021 | Em EDITAIS, Notícias |

O brasileiro Anderson Rodrigues de Oliveira foi o ganhador do Concurso de Logotipo da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais. O edital, que ficou aberto na plataforma Mapa IberCultura Viva entre 29 de outubro e 25 de novembro, recebeu um total de 11 propostas de pessoas de quatro países: Argentina, Brasil, Espanha e México. O prêmio para a proposta ganhadora é de 500 dólares e um diploma. 

De acordo com o regulamento do concurso, o logotipo deveria consistir em uma imagem original e inédita, não ter sido apresentada em outro concurso e não contar com registro de propriedade intelectual. Deverá ser claro e legível, e permitir sua aplicação em cores, em branco e preto, e em escala de cinza, com facilidade de reprodução e aplicação em diversos formatos, tamanhos e materiais, como papel, tela, plástico, cristal, entre outros.

Em sua proposta, Anderson Rodrigues contou que a logomarca para a Rede de Cidades e Governos Locais se baseou não apenas nos conceitos do edital, mas também na combinação harmônica com o logo do programa IberCultura Viva. As cores são similares, e as formas buscam indicar a ideia de territorialidade, integração, bem comum e democracia cultural. As fontes utilizadas, segundo o designer gráfico, foram selecionadas por combinar com a circularidade do símbolo.

Ao ter sua proposta selecionada, ele entregou ao programa um manual de marca que inclui tipografia, retícula de construção, área de proteção e paleta de cores utilizados, além de versões em preto e branco e em cores, nos formatos horizontal e vertical, assim como a indicação de usos incorretos. A ideia é poder utilizar este logotipo nos materiais e atividades próprias da Rede IberCultura Viva de Cidades e Governos Locais.

.

Rede de Cidades e Governos Locais

A articulação com governos locais é uma linha de ação do IberCultura Viva, entendendo que estas são as instâncias do poder público que mais se aproximam das organizações culturais comunitárias e dos povos indígenas, principais sujeitos com que o programa trabalha. Com a rede, busca-se criar espaços de reflexão, para gerar consensos e relatos comuns sobre o que são as políticas culturais de base comunitária e como se pode melhorar a implementação e o impacto dessas políticas nos territórios. Atualmente compõem a rede 17 municípios, províncias e estados de seis países. 

.

Confira a ata de seleção

Veja a descrição da proposta