Image Image Image Image Image
/ /
Scroll to Top

Para o Topo

Perú

21

Aug
2020

EmNotícias

PorIberCultura

Estão abertos os Concursos de Projetos para Pontos de Cultura 2020 no Peru

Em21, Aug 2020 | EmNotícias | PorIberCultura

Nesta quinta-feira 20 de agosto, no Peru, começou o período de apresentação de postulações aos Concursos de Projetos para Pontos de Cultura 2020. Serão destinados 362.000 soles (cerca de 100 mil dólares), através de dois concursos, para o financiamento de projetos que impactem positivamente no cotidiano a partir da arte e a cultura, e que contribuam para a reativação das organizações reconhecidas como Pontos de Cultura e incentivem suas iniciativas para promover ações comunitárias.

Esta é a segunda convocatória lançada no Peru com apoio financeiro a Pontos de Cultura. O programa, impulsionado no país desde 2011, entregou pela primeira vez em 2019 prêmios em dinheiro às organizações culturais comunitárias reconhecidas como Pontos de Cultura. Inicialmente, destinou-se um total de 172 mil soles (cerca de 51 mil dólares) a dois concursos, “Ações Públicas” e “Equipamento”. 

Os concursos

Na edição de 2020, os concursos são para projetos de “Ações Comunitárias” e “Equipamento”. O primeiro tem como objetivo promover o exercício dos direitos culturais para o desenvolvimento local através de ações artísticas e culturais que tenham como finalidade ampliar a participação e o acesso de um amplo número de cidadãs e cidadãos à vida cultural de suas comunidades. Para este concurso serão concedidos 30 financiamentos de 6 mil soles (cerca de 1,6 mil dólares) para cada Ponto de Cultura beneficiário.

O concurso de Projetos de Equipamento, por sua vez, busca fortalecer as condições logísticas dos Pontos de Cultura para a sustentabilidade de suas iniciativas culturais e comunitárias. Os recursos devem ser investidos na aquisição de equipamentos (de iluminação, de som, para registro audiovisual e/ou fotográfico, instrumentos musicais, vestuário, mobiliário, entre outros), e materiais (madeira, tela, papelaria, entre outros). Também pode-se incluir a aquisição de equipamentos e/ou materiais relacionados a medidas de proteção sanitária. Serão financiados 20 proyectos com um total de 9.100 soles (cerca de 2,5 mil dólares) por cada Ponto de Cultura beneficiário.

As postulações se realizam pela Plataforma Virtual de Trâmites do Ministério de Cultura (http://plataformamincu.cultura.gob.pe/administrados). O prazo se encerra no dia 21 de setembro.  As consultas devem ser enviadas até 28 de agosto ao correio eletrônico concursosartes@cultura.gob.pe.

 

 

Confira o regulamento: https://bit.ly/31h5Qnm

 

Tags | , ,

03

Jul
2020

EmNotícias

PorIberCultura

Ministério de Cultura do Peru lança 8 linhas de apoio para organizações e trabalhadores do setor

Em03, Jul 2020 | EmNotícias | PorIberCultura

A partir de segunda-feira 6 de julho, o Ministério de Cultura do Peru abre diversas linhas de apoio financeiro dirigidas a trabalhadores/as e organizações culturais do país, assim como portadores/as do patrimônio imaterial. O objetivo central é evitar a ruptura da cadeia de pagamentos e mitigar o impacto produzido pela suspensão ou cancelamento de atividades culturais no contexto da emergência sanitária pela Covid-19.  

Serão abertas oito linhas, divididas em dois campos (”Indústrias Culturais e Artes” e “Patrimônio Cultural Imaterial”), com diferentes modalidades de apoio e datas de postulação, a partir dos dias 6, 13 e 20 de julho. Estes apoios se realizam mediante o Decreto de Urgência N° 058-2020, que designa 50 milhões de soles (cerca de 14,2 milhões de dólares) para mitigar os efeitos socioeconômicos da pandemia no setor cultural.

No site http://apoyoscovid19.cultura.gob.pe estão publicados os regulamentos das oito linhas de apoio. No campo das indústrias culturais e artes se encontram as linhas para o sustento do trabalhador cultural independente através de organizações culturais; a manutenção de organizações e espaços culturais; o redesenho de feiras, festivais e festividades; e o restabelecimento da oferta de bens, serviços e atividades culturais.

No campo do patrimônio imaterial, as linhas são para a execução de iniciativas coletivas para o fortalecimento da memória comunitária, para a obtenção de recursos materiais para a realização de práticas do patrimônio cultural imaterial, para promoção e difusão de arte tradicional em plataformas digitais ou redes sociais, e para a criação e promoção de conteúdos audiovisuais de dança e música tradicional.

A linha 1, por exemplo, tem como objetivo contribuir para a identificação e a continuidade de expressões do patrimônio cultural imaterial que fazem parte da memória comunitária e cuja manifestação e transmissão se viu afetada devido à pandemia da Covid-19. As postulações estarão abertas a partir de 13 de julho, e os apoios serão de 4 mil soles (cerca de 1,1 mil dólares), 6 mil soles (1,7 mil dólares) ou 10 mil soles (2,8 mil dólares), conforme a modalidade. 

Esta linha conta com modalidades de apoio econômico tanto para a elaboração de narrações orais coletivas em áudio como de depoimentos ou histórias escritas de portadores de trabalho destacado. Também serão concedidos apoios para criações audiovisuais sobre manifestações do patrimônio cultural imaterial; para tradições orais ilustradas e escritas; para monografias, estudos ou resenhas, e para propostas para comunicação e promoção de manifestações do patrimônio imaterial através de meios virtuais. 

 

Consultas: consultasdgia@cultura.gob.pe (Indústrias Culturais e Artes) e consultasdgpc@cultura.gob.pe (Patrimônio Cultural Imaterial)

 

Fonte: Ministerio de Cultura del Perú

Tags | , ,

21

May
2020

EmNotícias

PorIberCultura

No Peru, é aprovado o Decreto de Urgência para mitigar os efeitos econômicos no setor da cultura ante a emergência sanitária

Em21, May 2020 | EmNotícias | PorIberCultura

Nesta quinta-feira 21 de maio, foi publicado no diário oficial do Peru o Decreto de Urgência n° 058-2020, que aprova mecanismos para mitigar os efeitos econômicos ocasionados pela emergência sanitária sobre as atividades desenvolvidas no setor das indústrias culturais, das artes, assim como as tradições ou expressões do Patrimônio Cultural Imaterial (PCI).

A norma contempla um orçamento de 50 milhões de soles (cerca de 14,7 milhões de dólares) para: (1) a concessão de apoios financeiros a pessoas naturais e jurídicas que realizam atividades culturais e (2) a aquisição de conteúdos culturais, cujos beneficiários são pessoas naturais ou jurídicas que realizam atividades culturais que foram afetadas, priorizando artistas (artesãos, músicos, dançarinos, pintores, entre outros), gestores culturais, empreendedores e agrupações ou associações de portadores das expressões imateriais culturais do país.

O objetivo central da norma é evitar a ruptura da cadeia de pagamentos e mitigar o impacto produzido pela suspensão ou cancelamento de atividades culturais vinculadas às artes, manifestações, expressões e indústrias culturais.

Com este Decreto de Urgência já são três as normas emitidas, propostas pelo Ministério de Cultura do Peru: as outras são o Decreto Legislativo n° 1467, voltado para a proteção e a preservação do patrimônio cultural durante o estado de emergência sanitária, e o Decreto Legislativo n° 1489, cujo objetivo é a proteção dos povos indígenas ou originários.

 

 

Leia o Decreto de Urgência

Tags | ,

27

Feb
2020

EmNotícias

PorIberCultura

San Juan de Lurigancho realiza mesas de trabalho para debater Lei de Cultura Viva Comunitária

Em27, Feb 2020 | EmNotícias | PorIberCultura

Fotos: Manuel Cabanillas Hurtado

 

No dia 1º de dezembro de 2019 se instalou em San Juan de Lurigancho (Lima, Peru) uma mesa de trabalho para a elaboração da Lei de Cultura Viva Comunitária (CVC) do distrito. Esta instância é um espaço combinado entre os grupos socioculturais de San Juan de Lurigancho e a Subgerência de Educação, Cultura, Esporte e Juventudes da Municipalidade Distrital, com o acompanhamento do programa de CVC da Municipalidade Metropolitana de Lima, do programa Pontos de Cultura do Ministério de Cultura do Peru e de Dignidade Humana da Diocese de Chosica.

Três sessões de trabalho ocorreram no distrito entre 4 de janeiro e 22 de fevereiro de 2020. Na mais recente, no sábado passado, em Pueblo Joven Nuevo Perú, as pessoas participantes (moradores, integrantes de grupos socioculturais e representantes governamentais) refletiram sobre processos de solução de problemas em comunidade e compartilharam algumas definições sobre cultura viva comunitária. Vizinhas e vizinhos fundadores do povoado também participaram dos grupos de trabalho e comentaram suas experiências para melhorar a comunidade.

Esta terceira sessão contou com a acolhida do grupo Haz Tu Mundo Verde (HTMV), que realiza um trabalho de recuperação de espaços públicos em Pueblo Joven Nuevo Perú. Jorman Cabello, diretor de HTMV, apresentou a experiência comunitária de sua agrupação e fez uma visita guiada pelas ruas do bairro.

 

 

Primeiros encontros

No primeiro encontro da mesa de trabalho, em 4 de janeiro, no Assentamento Humano Santa Rosa del Sauce, os participantes fizeram ponderações e aportes sobre os conteúdos desta lei, com a convicção de que ela beneficiará o fortalecimento e transformação das comunidades do distrito. Uma semana depois, em 11 de janeiro, houve um cortejo pela Lei de CVC no Parque de El Pueblito, dentro dos festejos do 53° aniversário do distrito. 

Na segunda sessão, em 2 de fevereiro, além de reflexionar sobre a CVC, suas contribuições para o desenvolvimento local e a relação das organizações comunitárias com o Estado, as vizinhas e vizinhos pediram que este processo de consulta cidadã sobre a lei se replique em outros bairros. Este encontro, realizado no Comedor Señor de la Esperanza, no Grupo 21 do A. H. Huáscar, teve as boas-vindas do grupo Par Diez Artes Escénicas, que vem realizando diversas oficinas artísticas na comunidade.

 

Próximas sessões

A quarta sessão será no domingo 22 de março, às 15:00, no local comunal do Pueblo Joven Enrique Montenegro, com a acolhida da Junta Juvenil en Defensa de Monteverde. A quinta está marcada para o sábado 4 de abril, também às 15:00, em Jr Río Ene 196, Urb. Los Pinos, espaço proposto pela Asociación Cultural Kactus Teatro Circo.

Saiba mais: https://www.facebook.com/events/427041901536023/

 

Tags | , , ,

12

Feb
2020

EmNotícias

PorIberCultura

“Miradas en lucha”: convocatória aberta para encontro de comunicação comunitária

Em12, Feb 2020 | EmNotícias | PorIberCultura

De 2 a 5 de abril será realizado em Lima (Peru) o encontro “Miradas en Lucha (MIEL): Comunicação comunitária e pedagogias audiovisuais”. Este espaço de diálogo e reflexão foi uma das propostas ganhadoras do Edital IberCultura Viva de Apoio a Redes e Projetos de Trabalho Colaborativo 2019.

O encontro está dirigido a educadores populares, comunicadores comunitários, realizadores independentes e pesquisadores que trabalham sobre os alcances da comunicação comunitária e das pedagogias audiovisuais no âmbito da defesa do território na América Latina.

Os quatro eixos de trabalho propostos são: 1) Práticas audiovisuais em comum; 2) Contextos de violência e insegurança; 3) Narrativas comunitárias e memória coletiva, e 4) Estratégias pedagógicas e incidência. O encontro terá sessões internas e oficinas com a participação de convidados. 

As pessoas interessadas em participar devem se inscrever até 23 de fevereiro. A inscrição é livre para todas as atividades, mas haverá um processo de seleção, que buscará a diversidade geográfica e temática, e a equidade, incentivando a participação de mulheres e outras vozes.

A iniciativa é uma articulação de coletivos latino-americanos que desde 2015 trabalham de maneira colaborativa para promover possibilidades narrativas e estéticas de criação de histórias, relatos e memórias a partir do olhar e do sentir das comunidades. São eles: Asociación Cultural Maizal (Lima, Peru),  Asociación Civil La Sandía Digital (Cidade do México), Colectivo Barullo – Casa Taller (Cali, Colômbia), Fundación El Churo (Quito, Equador) e Projeto Bombozila (Rio de Janeiro, Brasil).

 

 

Inscrições: http://bit.ly/38WjqO9

 

Leia também:

“Miradas en Lucha”: conheça a proposta do Peru selecionada no Edital de Apoio a Redes 2019

Tags | ,

15

Nov
2019

EmNotícias

PorIberCultura

Conheça os projetos ganhadores dos Concursos de Pontos de Cultura do Peru

Em15, Nov 2019 | EmNotícias | PorIberCultura

O Ministério de Cultura do Peru divulgou a lista de ganhadores dos Concursos de Projetos para Pontos de Cultura 2019. Esta é a primeira vez que o programa, impulsionado no país desde 2011, entrega prêmios em dinheiro às organizações culturais comunitárias reconhecidas como Pontos de Cultura. O montante total é de 172 mil soles (cerca de 51 mil dólares) distribuídos em dois concursos: Ações Públicas e Equipamento. 

O concurso de Ações Públicas busca promover o acesso dos cidadãos a diversas formas de expressão artístico-culturais, como festivais, concertos, mostras, feiras e/ou intervenções, atividades que fortaleçam a identidade desde a arte e a cultura, e que propiciem o uso e a apropriação de espaços públicos. Para este concurso serão concedidos oito apoios de até 14 mil soles (cerca de 4 mil dólares).

O concurso de Equipamento está voltado para a melhora das condições logísticas dos Pontos de Cultura para fortalecer seu trabalho comunitário. Serão concedidos três apoios com um montante máximo de 20 mil soles (cerca de 6 mil dólares) por cada ganhador. 

 

Ganhadores do “Concurso de Projeto de Equipamento para Pontos de Cultura”:

  • Asociación Civil Social Creativa – Região: Ica – Proyecto “Implementación Orquesta Sinfonica Infantil Red Musical Chinchana” (montante solicitado: $20.000  soles)
  • Comité de Defensa del Patrimonio Cultural y Natural de Mangomarca – CODEPACMA – Região: Lima – Proyecto “Equipamiento para Punto de Cultura CODEPACMA” (montante solicitado: $18.184 soles)
  • Asociación Microcine Tarpuy – Região: Puno – Proyecto “Acciones Audiovisuales y Cine Foros Comunitarios” ($.20.000 soles)

 

Ganhadores do “Concurso de Projetos de Ações Públicas para Pontos de Cultura”:

  • Patronato Cultural de Yurimaguas Shungos – Região: Loreto – Proyecto “Carnaval del Achiote (montante solicitado: $14.000)
  • Organización Centro Cultural Qatariy Ayacucho-Perú – Região: Ayacucho – Proyecto “IV Festival Ayacuchano ‘Yuraq Cuculí – Paloma Blanca’ – Encuentro de Teatro 2020 (montante solicitado: $14.000 soles) 
  • Asociación Casa de la Mujer Carmelitana – Região: Ica – Proyecto “Revaloración de la identidad cultural desde la danza, la pintura y difusión del libro Cuentos, Mitos y Leyendas del Carmen” (montante solicitado: $14.000 soles)
  • Asociación Caminemos Unidos – Região: Áncash – Proyecto “Festival Comunitario ACU 2020 – Arte y Cultura para Todos” (montante solicitado: $ 13.992)
  • Lunasol Centro de Investigación, Educación y Creación Artística –  Região: Lima – Proyecto “VI Encuentro Internacional de Todas las Artes, Minkarte” (montante solicitado: $14.000 soles)
  • Parió Paula Percusión – Região: Lima – Proyecto “Encuentro Vibrando Alto: Mujeres Sonoras y Empoderadas” (montante solicitado: $14.000 soles)
  • Centro Cultural Illary Producciones – Região: Lima – Proyecto “Sikuillariy y Antaras de Caral” (montante solicitado: $14.000 soles)
  • Selvámonos – Região: Pasco – Proyecto “Semana Cultural” (montante solicitado: $14.000 soles)

 

Leia também:

Primeiros concursos de projetos para Pontos de Cultura são apresentados no Peru

 

 

Tags | , ,

27

Sep
2019

EmNotícias

PorIberCultura

Primeiros concursos de projetos para Pontos de Cultura são apresentados no Peru

Em27, Sep 2019 | EmNotícias | PorIberCultura

Nesta segunda-feira 30 de setembro, começa no Peru o período de apresentação de postulações aos concursos de projetos para Puntos de Cultura 2019. O programa, desenvolvido no país desde 2011, pela primeira vez entregará prêmios em dinheiro às organizações culturais comunitárias reconhecidas como Pontos de Cultura. Inicialmente será destinado um total de 172 mil soles (cerca de 51 mil dólares) por meio de dois concursos: Ações Públicas e Equipamento. 

O concurso de Ações Públicas busca promover o acesso dos cidadãos a diversas formas de expressão artístico-culturais, como festivais, concertos, mostras, feiras e/ou intervenções, atividades que fortaleçam a identidade desde a arte e a cultura, e que propiciem o uso e a apropriação de espaços públicos. Para este concurso serão concedidos oito apoios de até 14 mil soles (cerca de 4 mil dólares).

O concurso de Equipamento está voltado para a melhora das condições logísticas dos Pontos de Cultura para fortalecer seu trabalho comunitário. Serão concedidos três apoios com um montante máximo de 20 mil soles (cerca de 6 mil dólares) por cada ganhador. Os recursos deverão ser investidos na aquisição de equipamento (luz, som, equipamentos multimídia, instrumentos musicais, materiais de trabalho em geral) e mobiliário (poltronas, painéis, etc) que os Pontos de Cultura utilizam em seu trabalho cotidiano. 

A apresentação das postulações é feita pela Plataforma Virtual de Trâmites do Ministério de Cultura (http://plataformamincu.cultura.gob.pe/administrados). O prazo termina em 21 de outubro, às 13:00 (horário de Lima). 

 

Reconhecimento dos Pontos

Podem concorrer nestes primeiros concursos as organizações reconhecidas como Pontos de Cultura mediante a resolução outorgada pelo Ministério de Cultura do Peru, segundo a Lei n° 30487, Lei de Promoção dos Pontos de Cultura, e seu regulamento. A Diretiva para o Reconhecimento dos Pontos de Cultura foi aprovada em 20 de junho de 2019, tornando sem efeito a diretiva anterior, de 2012. Todas as organizações que haviam sido registradas anteriormente à diretiva de 2019 devem voltar a solicitar seu reconhecimento como Ponto de Cultura.

A Lei n° 30487 define um Ponto de Cultura como “toda organização sem fins de lucro, reconhecida pelo Ministério de Cultura como tal, que trabalham a partir da arte e da cultura de modo autogestionária, colaborativa e continuada, promovendo o exercício dos direitos culturais e o desenvolvimento local com o fim de contribuir para a construção de uma sociedade mais inclusiva, democrática e solidária, que reconheça e valorize sua diversidade, memória e potencial criativo”.

 

Lançamento dos prêmios

“Demoramos um pouco, mas era importante obter não apenas a competência, e sim a faculdade de entregar prêmios em dinheiro, o que se conseguiu recentemente, em novembro do ano passado, quando o Regulamento da Lei de Promoção de Pontos de Cultura estabeleceu a possibilidade de que o Ministério de Cultura entregue este tipo de financiamento”, explicou a vice-ministra de Patrimônio Cultural e Indústrias Culturais, María Elena Córdova Burga, durante o lançamento do Plano de Concursos de Projetos de Pontos de Cultura 2019, no dia 13 de setembro.

A vice-ministra María Elena Córdova

“Reconhecer e fortalecer o papel das associações culturais em nível nacional foi e segue sendo um pilar fundamental do Ministério de Cultura. Em todo o Peru existem organizações culturais que trabalham de maneira constante com suas comunidades, para suas comunidades e por suas comunidades. Tais organizações promovem vínculos de colaboração e solidariedade com a potência das artes e das culturas ao longo do território nacional, priorizando as populações mais vulneráveis de nosso país. Sob esta premissa, o Ministério de Cultura tem desenvolvido desde 2011 o Programa Puntos de Cultura”, completou a vice-ministra. 

A lei aprovada em 2016, assim como seu regulamento (em 2018), e a diretiva emitida este ano pelo Ministério de Cultura para o reconhecimento dos Pontos de Cultura seriam, segundo ela, “avanços institucionais que têm como objetivo consolidar uma política cultural construída junto com as organizações para seus benefícios e das comunidades em que atuam”. “Nossa democracia não apenas requer o fortalecimento de instituições, mas também promover uma cultura democrática, reconhecendo e fortalecendo aquelas organizações que vêm construindo um melhor país a partir da força de suas comunidades”, afirmou.

 

Um trabalho de muitos

Durante o anúncio do Plano Anual de Projetos de Pontos de Cultura, Carlos La Rosa, diretor de Artes do Ministério de Cultura, e Guillermo Valdizán, coordenador de Pontos de Cultura, destacaram que estes avanços institucionais são resultado do trabalho de muitas pessoas que passaram pelo Ministério de Cultura, funcionários que ao longo desses anos, incluindo as mudanças de governo, continuaram a apostar nos Pontos de Cultura. E também das pessoas das organizações, que seguiram “dando seu tempo, paixão e coragem para apostar na qualidade de vida através da arte e da cultura”, como ressaltou La Rosa.

“Desde o âmbito ministerial, dos governos regionais e dos governos locais, viemos gerando compromissos claros e concretos para poder fortalecer o trabalho destas organizações culturais de base comunitária. Se hoje estamos apresentando este plano anual é porque há um tempo existiram organizações que se animaram, se organizaram e impulsionaram esta força na América  Latina, e no Peru em particular”, afirmou Valdizán. 

 

[#ReconocimientoPDC] Desde el Ministerio de Cultura venimos trabajando para fortalecer la red de puntos de cultura y respaldar a las organizaciones culturales comunitarias, que desde el arte y la cultura trabajan con y por sus comunidades. Conoce lo que ha significado la red para las organizaciones.Sé parte, solicita tu reconocimiento en www.puntosdecultura.pe

Publicado por Puntos de cultura em Segunda-feira, 19 de agosto de 2019

 

 

⇒Revisa el video del lanzamiento del Plan de Concursos de Proyectos Puntos de Cultura 2019

 

Regulamentos dos concursos

Bases del Concurso de Acciones Públicas para Puntos de Cultura

Presupuesto – Acciones Públicas 

Bases del Concurso de Proyectos de Equipamiento para Puntos de Cultura 

Presupuesto – Equipamiento

 

Leia também:

Solicitud y proceso de reconocimiento de Puntos de Cultura – Preguntas frecuentes

 “Unidos somos semilla” – Inclusión y ciudadanía desde el arte y la cultura (Memoria institucional de Puntos de Cultura 2011-2015)

 

Saiba mais: www.puntosdecultura.pe

 

Contato: puntosdecultura@cultura.gob.pe, redes.puntosdecultura@gmail.com

 

 

 

 

Tags | , ,

29

Aug
2019

EmNotícias

PorIberCultura

“Miradas en Lucha”: conheça a proposta do Peru selecionada no Edital de Apoio a Redes 2019

Em29, Aug 2019 | EmNotícias | PorIberCultura

Nome do evento: Miradas en Lucha MIEL

Organização responsável: Maizal

Data prevista: de 2 a 5 de abril de 2020

Desde julho de 2015, coletivos de comunicação comunitária de diferentes países latino-americanos trabalham de maneira colaborativa para promover possibilidades narrativas e estéticas de criação de histórias, relatos e memórias a partir do olhar e do sentir das comunidades. “Miradas en Lucha MIEL”, o encontro que será realizado em Lima (Peru) de 2 a 5 de abril de 2020, será uma das próximas atividades conjuntas desta rede que se formou há quatro anos na Cidade do México, durante o evento “V4C – Video para el cambio”.

A rede que apresentou esta proposta do Peru selecionada no Edital IberCultura Viva de Apoio a Redes e Projetos de Trabalho Colaborativo 2019 está formada pelas seguintes organizações/coletivos: Asociación Cultural Maizal (Lima, Peru),  Asociación Civil La Sandía Digital (Cidade do México), Colectivo Barullo – Casa taller (Cali, Colômbia), Fundación El Churo (Quito, Equador) e Projeto Bombozila (Rio de Janeiro, Brasil).

Além de dar visibilidade a uma pluralidade de vozes e miradas que geralmente estão ausentes no debate acadêmico e das políticas culturais, esta articulação de coletivos latino-americanos busca contribuir para o fortalecimento das práticas de comunicação comunitária para a defesa do território em seus contextos, apostando pela educação popular e pela comunicação alternativa como horizonte ético e político. Para isso, realizam distintas atividades entre eles, como encontros e colaborações, que vêm resultando em coproduções e intercâmbio de metodologias. 

O encontro que ocorrerá em Lima em abril de 2020 prevê a realização de oficinas, rodas de conversas, mostra audiovisual e diálogo de saberes. A ideia é ter um espaço de diálogo e reflexão entre educadores populares, comunicadores comunitários, realizadores independentes e pesquisadores que trabalham sobre os alcances da comunicação comunitária e pedagogias audiovisuais no âmbito da defesa do território na América Latina.

Os organizadores do evento têm como meta criar com e para as organizações um banco de ferramentas metodológicas que contribua com o trabalho nos processos de comunicação comunitária e defesa do território. Também pretendem promover a pesquisa e publicação acadêmica de experiências no tema, partindo de um enfoque de pesquisa-ação, além de impulsionar uma rede de colaboração entre espaços de formação em comunicação comunitária para a defesa do território na região. 

 

 

(**Texto atualizado em 16 de outubro de 2019)

(Fotos: Maizal. Imagens de Ojo Semilla, por los caminos del Cine Comunitario desde los territorios en resistencia – Equador, 2016)

Tags | ,

28

Jun
2019

EmNotícias

PorIberCultura

Ministério de Cultura do Peru abre o registro nacional para o reconhecimento dos Pontos de Cultura

Em28, Jun 2019 | EmNotícias | PorIberCultura

No processo de implementação da lei e do regulamento para a promoção dos Puntos de Cultura, o Ministério de Cultura do Peru abre o registro nacional para o reconhecimento das organizações que trabalham com sua comunidade, a fim de contribuir para a construção de uma sociedade mais justa, democrática e solidária a partir da cultura.

Podem ser reconhecidas como Pontos de Cultura as organizações, associações, agrupações e iniciativas sem fins lucrativos, formadas por um mínimo de dois membros. Aqueles que solicitarem o reconhecimento devem caracterizar-se por realizar atividades artísticas e culturais que contribuam para a proteção, a promoção e o resgate de saberes ancestrais, tradições, identidades culturais, e memórias de povos originários, indígenas ou populações afro-peruanas, assim como para a apropriação do espaço público e do patrimônio cultural.

As organizações que forem reconhecidas integrarão a Rede Nacional de Pontos de Cultura do Peru e poderão ter acesso a editais para o desenvolvimento de projetos, capacitações, assistências técnicas, entre outros mecanismos para o impulsionamento, fortalecimento e sustentabilidade de suas atividades.

A iniciativa de Pontos de Cultura teve início no Peru em 2011, reconhecendo e fortalecendo organizações culturais comunitárias em nível nacional. Também conta com a Lei n° 30487, Lei de Promoção dos Pontos de Cultura, e seu respectivo regulamento aprovado pelo Decreto Supremo n°011-2018-MC, que institucionalizam e respaldam o trabalho que vem sendo realizado. Neste contexto, em 20 junho deste ano, o Ministério de Cultura aprovou a Directiva de Lineamientos para el Reconocimiento de los Puntos de Cultura. Com esta diretiva, espera-se que organizações culturais comunitárias de distintos distritos e comunidades de todo o país e de diversos setores sejam reconhecidas.

 

Saiba mais: www.puntosdecultura.pe.

Consultas: puntos.registro@cultura.gob.pe o puntosdecultura@cultura.gob.pe

Documentos:

 

Fonte: Puntos de Cultura/ Ministerio de Cultura del Perú

Tags | ,

07

Jan
2019

EmNotícias

PorIberCultura

Organizações de Lima realizam o 4º Congresso Metropolitano de Cultura Viva Comunitária

Em07, Jan 2019 | EmNotícias | PorIberCultura

Mais de 40 organizações culturais estão reunidas no 4º Congresso Metropolitano de Cultura Viva Comunitária, que se realiza esta semana na sede da Asociación de Artistas Aficionados, no centro histórico de Lima (Peru). A iniciativa, que teve início neste domingo (06/01) e segue até o dia 13, é organizada pela Plataforma de Cultura Viva Comunitária de Lima Metropolitana e está entre as propostas ganhadoras do Edital IberCultura Viva de Apoio a Redes e Projetos de Trabalho Colaborativo 2018.

A primeira jornada foi destinada ao encontro das organizações culturais comunitárias de Lima Metropolitana, com momentos de festa e trabalho coletivo. Nesta segunda-feira (07/01), das 18h às 20h, começam as mesas de experiências. A primeira mesa, com o tema “Mulher, cultura e comunidade”, busca reflexões sobre o papel das mulheres no trabalho comunitário e o papel da arte e da cultura nas lutas locais pela conquista de direitos e igualdade de oportunidades.

A programação da terça-feira (08/01) conta com dois encontros (“Adultos maiores, cultura e comunidade” e “Infância e comunidade”) e a mesa de experiências “Pessoas com deficiência e comunidade”. Na quarta-feira (09/01) será a vez da mesa de experiências “Diversidade sexual , cultura e comunidade”. Para os próximos dias também estão previstos a projeção de audiovisuais, o fórum “Políticas políticas para a cultura viva comunitária” e o pré-congresso “Caminho para a articulação nacional”. Uma feira de encerramento está marcada para a tarde de domingo (13/01).

Objetivos

Os representantes das organizações participantes do congresso têm como objetivo, além de se articular para atender as problemáticas locais, gerar propostas de políticas públicas que reconheçam e assegurem suas iniciativas, assim como contribuir com a proposta de construção descentralizada de uma plataforma nacional de CVC.

Diferentemente das edições anteriores, este 4º Congresso Metropolitano reunirá representantes de organizações e redes culturais comunitárias de outras regiões do Peru, em um “pré-congresso nacional” (entre os dias 11 e 13), com a intenção de que se somem no processo de construção de uma plataforma nacional e do Congresso Nacional de CVC. Também estarão presentes representantes do 4º Congresso Latino-americano de CVC, que se realizará em maio na Argentina.

Outras edições  

Até o momento foram realizados em Lima três Congressos Metropolitanos de Cultura Viva Comunitária: o primeiro em 2014, no distrito de Villa El Salvador (Lima Sur); o segundo em 2015, nos distritos de Ate e Santa Anita (Lima Este), e o terceiro em 2017, no distrito de Independência (Lima Norte).

Esses congressos buscam convocar e articular as diferentes experiências de grupos culturais independentes e autogeridos de teatro comunitário, música, danças folclóricas, circo social, muralismo, bibliotecas populares, centros culturais, hip hop, meios alternativos, rádios comunitárias e toda a diversidade de propostas que apostam por fazer cultura do bairro para o bairro.

A rede

A Plataforma de Cultura Viva Comunitária de Lima Metropolitana, organizadora do evento, é uma rede que desde 2012 incentiva a articulação de diversos grupos, organizações e experiências, com o objetivo de incidir nas políticas culturais públicas, para o reconhecimento e fortalecimento das iniciativas de CVC que existem em Lima Metropolitana. Tendo como princípios a autonomia, o protagonismo e empoderamento e a articulação em rede, sua finalidade é apresentar a cultura como um eixo transversal capaz de criar a transformação do paradigma em que vivemos.

Participam da rede: Centro Cultural Campoy, Lunasol, Galileo Galilei, Colectivo de Arte Repercuta, Llaqtaraymi, Asociación de Artistas Aficionados AAA, Pukllay, Kactus, Red Fraktal, Pacto Santa Anita, Pacto por La Cultura, Asociación Cultural Llaqta, Red Arte y Cultura por nuestra Independencia, Somos Cultura, Pazos Arte por la Educación y Luciernagas Espacio de Arte.

 

Saiba mais sobre os congressos metropolitanos: https://culturavivacomunitarialima.wordpress.com/

 

(Fotos: Plataforma de CVC de Lima Metropolitana)

 

Tags | ,