Image Image Image Image Image
/ /
Scroll to Top

Para o Topo

Notícias

26

Nov
2018

EmNotícias

Programa de formação para Pontos de Cultura do Uruguai termina com o seminário “Políticas para a promoção de projetos culturais comunitários”

Em26, Nov 2018 | EmNotícias |

Nos dias 23 e 24 de novembro, foi realizado em Montevidéu o quarto e último bloco do Programa de Formação em Gestão Cultural e Projetos de Base Comunitária, promovido pela Direção Nacional de Cultura do Ministério de Educação e Cultura (DNC/MEC) do Uruguai com o apoio do programa IberCultura Viva.

A instância formativa para a Rede de Pontos de Cultura do Uruguai (“Políticas para a promoção de projetos culturais comunitários”) começou com a apresentação de Pablo Zouain, coordenador dos programas Fundos Concursáveis para a Cultura e Fundo de Estímulo para a Formação e a Criação Artística, da Direção Nacional de Cultura.

Pablo Zouain deu início à capacitação falando sobre fundos concursáveis

A equipe de Pontos de Cultura e Cultura en Línea da DNC também falou sobre o Fundo de Infraestrutura e a ferramenta em WordPress para criar um fórum de debate e intercâmbio entre os Pontos de Cultura do Uruguai. Depois, Franco Rizzi, consultor de formação do programa IberCultura Viva, deu uma capacitação sobre planejamento de projetos culturais de base comunitária. Assim como nos seminários anteriores, a atividade ocorreu no Espaço Espínola Gómez, onde funciona a Área Cidadania Cultural da Direção Nacional de Cultura.

 

Franco Rizzi falou sobre planejamento de projetos culturais comunitários

A capacitação

O programa de formação voltado para os Pontos de Cultura do Uruguai começou nos dias 3 e 4 de agosto, com o tema “Comunicação dos projetos culturais comunitários”. Estas primeiras jornadas estiveram a cargo de dois professores da Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais (FLACSO-Argentina): Luis Alberto Quevedo, diretor da faculdade, e Belén Igarzábal, coordenadora da área Comunicação e Cultura.

A segunda atividade, sobre “Economia colaborativa e sustentável”, foi realizada nos dias 7 e 8 de setembro e teve como docentes as argentinas Adriana Benzaquén e Rocío Bustamante, integrantes da Escola de Economia Colaborativa. A terceira instância formativa, “Abordagem e intervenção em território e gestão de organizações”, contou com a participação de Rosario Lucesole, consultora de projetos da Unidade Técnica IberCultura Viva.