Image Image Image Image Image
/ /
Scroll to Top

Para o Topo

Notícias

08

May
2017

EmNotícias

“Guía para semilleros y semilleras”: um livro em defesa da agricultura consciente

Em08, May 2017 | EmNotícias |

“As sementes são a base do sustento dos seres humanos, fim e princípio da cultura camponesa. Ocupação e artesanato de milhões de mãos capazes de colher seus frutos, símbolo e evidência dos conhecimentos e saberes que têm sustentado a humanidade.”

É assim que a Red de Semilleros Campesinos de Costa Rica apresenta seu “Guía para semilleros y semilleras”, uma compilação de textos lançada com o objetivo de demonstrar sua aposta pelo livre intercâmbio, troca ou comercialização das sementes fora de qualquer sistema de patente e/ou certificação.

O livro, já disponível em versão digital, é um dos produtos da Red de Semilleros Campesinos realizados com o apoio do programa IberCultura Viva, como parte de um dos projetos selecionados no Edital de Apoio a Redes IberCultura Viva 2016. Este projeto também propôs a realização de encontros nacionais da rede, com vistas a capacitar 30 camponeses/as na multiplicação e no resguardo de sementes.

Com 89 páginas divididas em três capítulos (“Defesa das sementes”, “Produção e conservação das sementes nativas” e “Métodos de conservação de sementes”), o “Guía para semilleros y semilleras” é um esforço coletivo realizado em 2016 pela Red de Semilleros Campesinos, o Centro Nacional Especializado en Agricultura Orgánica del Instituto Nacional de Aprendizaje e a Red de Coordinación en en Biodiversidad.

A compilação e a edição dos textos estiveram a cargo de Henry Picado Cerdas, Eduardo Agüero Coto e Daniela Muñoz Solano. As ilustrações que acompanham os textos são de Silvia Astorga Monestel.

Sementeiros e sementeiras

A Red de Coordinación en Biodiversidad, responsável pelo projeto da Red de Semilleros Campesinos, reúne organizações ecologistas de mulheres camponesas, acadêmicos/as, organizações indígenas e ativistas dos direitos humanos. Desde 1998 trabalha de forma autogerida e colaborativa em prol da defesa do conhecimento tradicional associado à biodiversidade e aos povos que a protegem. Seu enfoque está no fortalecimento organizativo para a proteção da cultura associada à alimentação, ao cuidado do bosque, à cultura da conservação da biodiversidade e os direitos dos povos.

Além de ter sido selecionada no Edital de Apoio a Redes IberCultura Viva, a Red de Coordinación en Biodiversidad foi escolhida em 2016 uma das 22 organizações ganhadoras da segunda convocatória do fundo Puntos de Cultura lançada pela Direção de Cultura do Ministério de Cultura e Juventude de Costa Rica.

 

Para baixar o livro: http://agroecologa.org/…/uplo…/2017/05/libro-de-Semillas.pdf

Tags | ,