Image Image Image Image Image
/ /
Scroll to Top

Para o Topo

Notícias

19

Nov
2018

EmNotícias

Fortalecendo a articulação mesoamericana: os dois projetos da Guatemala selecionados no Edital de Apoio a Redes 2018

Em19, Nov 2018 | EmNotícias |

 

Nome do evento: Congreso Mesoamericano de Cultura Viva Comunitaria y Junlajuj Comparsa Chitik

Rede/articulação: Caja Lúdica, Escuela de Niños Pintores e Movimiento de Culturas Vivas Comunitarias

Organização responsável: Caja Lúdica

(Foto: Caja Lúdica)

O Congresso Mesoamericano de Cultura Viva Comunitária e Comparsa Chitik, que será realizado em Quetzaltenango (Guatemala) de 29 de novembro a 1º de dezembro de  2018, é uma proposta das organizações Caja Lúdica e Escuela de Niños Pintores Frida Khalo, da Guatemala, e a Cooperativa Viresco de Costa Rica, com o apoio do Movimento de Culturas Vivas Comunitárias.

Organizações culturais de Guatemala, México, El Salvador, Nicarágua, Costa Rica e Colômbia, que vêm trabalhando de maneira articulada desde 2014, estão convocadas a participar deste encontro que busca fortalecer a articulação e organização dos movimentos nacionais de CVC e promover ações conjuntas para a incidência na região.

Durante o congresso serão realizados fóruns, rodas de conversa, mesas de diálogo, espetáculos, debates, oficinas de expressão artística, intercâmbios de metodologias e práticas culturais. A ideia é propiciar o encontro entre diversas experiências de propostas organizativas e de incidência para gerar políticas públicas culturais de apoio a processos de base e desenvolvimento comunitário.

O final do evento será com a “Comparsa Chitik, Danza en Zancos”, manifestação que provoca beleza e assombro por onde passa, na gente que se soma à dança pelas ruas da cidade, encantada com a criatividade e a diversidade cultural. Após percorrer as ruas principais de Quetzaltenango, a comparsa chegará ao parque local, onde será realizado o encerramento do congresso, com apresentações artísticas e culturais para toda a população.

 

Nome do evento: “De Raíces Venimos y de Cultura Vivimos”

Rede/articulação: Peronia Adolescente/ Movimiento de Culturas Vivas Comunitarias

Organização responsável: Asociación civil Peronia Adolescente

(Foto: Peronia Adolescente)

A Associação Peronia Adolescente é uma organização de jovens, constituída legalmente na Guatemala desde 2004. Trabalha em Ciudad Peronia promovendo espaços para que crianças, adolescentes e jovens possam participar ativamente – e com espírito crítico – da solução dos problemas de sua comunidade.

A proposta apresentada pela associação, “De Raízes Viemos e de Cultura Vivemos”, pretende fortalecer a articulação da rede Mesoamericana e do Movimento das Culturas Vivas Comunitárias em Guatemala. Para isso, estão previstas atividades nas ruas, participação em encontros, festivais e reuniões estratégicas.

Durante um mês, serão realizadas oficinas para a criação artística, culminando com a organização da tomada das ruas. Haverá apresentação de pernas-de-pau, batucada e caras-pintadas para crianças e adolescentes em uma das comunidades mais vulneráveis de Ciudad Peronia, chamada Nuevo Amanecer.

Outra atividade proposta é a participação no Congresso Mesoamericano de Cultura Viva Comunitária e Comparsa Chitik, que será realizado em Quetzaltenango, organizado por Caja Lúdica. Peronia Adolescente, como parte do Movimento de Culturas Vivas Comunitárias, participará das oficinas de expressão artística, fóruns e rodas de conversa sobre Cultura Viva Comunitária e diversidade, gerando propostas, acordos e planos de seguimento que têm como propósito avançar na articulação cultural nacional e regional.

Também está prevista uma reunião em nível centro-americano para a continuação das ações a serem realizadas no 4º Congresso Latino-americano de Cultura Viva Comunitária, que se dará na Argentina em maio de 2019.

O público destinatário do projeto inclui 20 jovens líderes dos processos de formação da Associação Peronia Adolescente e ao menos 10 pessoas representantes das organizações de Culturas Vivas Comunitárias. No encerramento de rua, espera-se a participação de aproximadamente 500 crianças e adolescentes.