Image Image Image Image Image
/ /
Scroll to Top

Para o Topo

Notícias

29

Jun
2017

EmNotícias

“Cultura Viva nas Cidades da América Latina”: iniciativas municipais são tema de debate

Em29, Jun 2017 | EmNotícias |

O encontro “Cultura Viva nas Cidades da América Latina”, um dos ganhadores do Edital IberCultura Viva de Apoio a Redes, será realizado de 1º a 4 de julho em Campinas (São Paulo). Debates, oficinas, rodas de conversa, percursos culturais, lançamentos de livros, vivências e celebrações são algumas das atividades programadas.

O objetivo é reunir as principais experiências de políticas públicas de Cultura Viva Comunitária e de Pontos de Cultura em nível municipal, como as existentes nas cidades de Lima (Peru) e Medellín (Colômbia) para debates e trocas de experiências. Os organizadores buscam impulsionar uma rede municipalista pela Cultura Viva no Brasil e em toda América Latina.

Convidados de vários países e de mais de 40 cidades brasileiras participarão do evento.  Entre os mais de 20 convidados latino-americanos estão o colombiano Jairo Castrillón, o argentino Eduardo Balán, o boliviano Mario Rodriguez, o equatoriano Isaac PeñaHerrera, o mexicano Rafael Paredes e a uruguaia Milagros Lorier. 

O encontro com representantes latino-americanos também marcará o lançamento do Decreto de Regulamentação da Lei Cultura Viva municipal. Campinas foi a primeira cidade brasileira a ter uma lei própria para os Pontos de Cultura. A lei foi aprovada em 2015, em consonância com a Política Nacional de Cultura Viva.

O encontro em Campinas é uma realização do Ponto de Cultura NINA e do Laboratório de Políticas Culturais, em parceria com os Pontos de Cultura Crispim Menino Levado, Caminhos, Urucungos, Areté, Rede Usina Geradora, Comunidade Jongo Dito Ribeiro, Ibaô e Casa de Cultura Tainã, Coletivo de Salvaguarda da Capoeira de Campinas, Banzé Cultural, Coletivo Socializando Saberes, Laboratório de Produção Cultural da Estação Cultura e  Laboratório do Bem Viver. Também é uma parceria com a Agência de Notícias das Favelas (ANF), que promoverá de 6 a 9 de julho, em Niterói (Rio de Janeiro), o 1º Encontro Latino-Americano de Comunicação Comunitária.

Saiba mais: www.facebook.com/events/1317669931680025/

Confira a programação:

 

01/07- Sábado

9h – Chegança – Percurso Cultura Viva Pisa na Tradição

Local: Casa de Cultura Fazenda Roseira

Troca de saberes com a Comunidade Jongo Dito Ribeiro, que faz a gestão compartilhada da Casa de Cultura Fazenda Roseira com a Prefeitura de Campinas, em torno da identidade negra, a partir da cultura de matriz africana e do jongo.

11h – Roda de Encontros: De Campinas a Quito (Equador) 

Local: Casa de Cultura Fazenda Roseira

Cada participante contará sua origem, sua trajetória, e o que vem ofertar para a construção desse encontro e seus desdobramentos ao 3º Congresso Latino-Americano de Cultura Viva Comunitária, que será realizado em Quito em novembro.

12h – Almoço  

14h –  Percurso Cultura Viva no Ponto De Cultura e Memória Ibaô 

Local: Ponto de Cultura Ibaô

Uma vivência com Mestre David com Afoxé Ibaô Inã ati Omi,  fundado em 2009. Aberto a todos que desejam vivenciar a tradição de origem nagô.

16h – Patrimônio, Memória e Resistência –  O sentido da memória é a transformação do presente

Local: Casa de Cultura Tainã

Uma vivência teatral com o Grupo Comunitário Teatro Fora dos Trilhos, da Rede e Ponto de Cultura Usina Geradora, que apresenta narrativas sobre a fundação da cidade de Campinas por meio de encenações, brincadeiras, danças e músicas.

17h – Roda Temática  – Sementes, Tradição e (R)Existência da Cultura Viva

Local: Casa de Cultura Tainã

Em Campinas, na Casa de Cultura Tainã e Grupo Urucungos, Puítas e Quijengues,  surgem as experiências seminais dos Pontos de Cultura no Brasil. Retornando ao ponto de partida, essa roda de conversa põe em perspectiva a cosmovisão afro brasileira e as conexões a partir  de cada país.

19h – Jantar 

20h –   Roda de Tambores África para as Américas

Local: Casa de Cultura Tainã

Vivência e diálogos com tambores seus toques e origens. Da África para as Américas e entre países da América Latina.

02/07 – Domingo

10h – Roda de Conversa:  Cultura Viva Comunitária: histórico, identidades e atualidade

Local: Sala dos Toninhos – Estação Cultura

Com Jairo Castrillon (Colômbia), Alexandre Santini (Brasil), Chris Lafaiete( Brasil) e Juliana Siqueira (Brasil)

13h – Almoço 

14h – Percurso Cultura Viva no Ponto de Caminhos: protagonismo e empreendedorismo das mulheres negras.       

Local: Ponto de Cultura Caminhos

Vivência no terreiro Ylê Asé Omo Oyá Bagan Odé Ibôo e seus projetos culturais e de empreendedorismo social:  grupo de dança afro Oju Oba,  grife de roupas afro Criolê, Bloco de Afoxé Oya Obirin Ode, Projeto Tabuleiro Ancestrale  e Flor de Dendê

15h – Roda de Conversa: Ancestralidade, Direitos Culturais, Comunicação Comunitária  e  Economia Viva

Local: Ponto de Cultura Caminhos

Com André Fernandes (Agência de Notícias das Favelas- Brasil), Rafael Paredes (Cultura Viva Comunitária México), Mãe Isabel (Brasil), Mãe Eleonora (Brasil), Avani Florentino de Oliveira (Brasil)

17h – Roda de Conversa sobre 3º Congresso Latino-Americano de Cultura Viva Comunitária

Local: Ponto de Cultura Caminhos

19h –  Jantar 

 

03/07 Segunda-feira

10h – Roda de Conversa: Uma Narrativa Latino-americana de Cidades rumo ao III Congresso latino Americano de Cultura Viva Comunitária – Quito Equador

Local: Sala dos Toninhos – Estação Cultura

Com: Mario Rodriguez (Bolívia), Nelson Ullauri (Equador), Sônia Fardin (Brasil), Alina Cecilia Sosa (Argentina).  Mediação: Alexandre Santini ( Brasil)

12h – Almoço

13h – Painel de Reflexões: As Pessoas em Primeiro Lugar na Cultura Organizacional

Local: Sala dos Toninhos – Estação Cultura

Com Daniela Monteiro (Brasil),  Vinícius Rocha (Brasil), Luneta Cultura ( Brasil)

13h – Oficina da Tiririca de Campinas

Local: Sala da Salvaguarda da Capoeira de Campinas – Estação Cultura

A Tiririca é conhecida como a capoeira paulista, manifestação que vem das ruas, onde os negros se encontravam e batucavam em caixa de engraxate, lata de graxa com escova de dentes.

15h – Roda de Conversa: Cultura Viva entre Institucionalidade e Sociedade: desafios e impasses da gestão compartilhada

Local: Sala dos Toninhos – Estação Cultura

Com Milagros Lorier (Uruguai), Mário Rodriguez (Bolívia),  Célio Turino ( Brasil)  e Renato Almada (Brasil).  Mediação: Ney Carrasco.

18h – Concentração e Cortejo Batidas e Pontos

Local: Câmara Municipal de Campinas

Manifestação dos Pontos de Cultura, artistas, articuladores, grupos culturais e artísticos de Campinas e região, que ritualizarão o início do debate na “Casa do Povo”, também conhecida como Câmara de Vereadores.

19h – Debate público: A transformação criativa das cidades pela Cultura Viva

Local: Câmara Municipal de Campinas

Com Célio Turino, Ivana Bentes, Alexandre Santini, André Fernandes, Eduardo Balán (Argentina) ,  Jairo Castrillon (Colômbia), Mario Rodriguez (Bolívia), Nelson Ullauri (Equador), TC Silva, Cida Falabella, Renato Almada, Mestre Marquinhos Simplicio, Alessandra Ribeiro, Pablo Capilé,  Avani Florentino de Oliveira. Mediação: Gustavo Petta

04/07 – Terça-feira

10h – Roda de Conversa: Por uma Rede Latino-americana de Universidades pela Cultura Viva Comunitária

Local: Sala dos Toninhos – Estação Cultura

Com Mariana Gutiérrez (Argentina), Jairo Castrillon (Colombia), Ivana Bentes (Brasil), Fabiane Pianowski (Brasil), Alina Cecilia Sosa (Argentina), Ana Marian (Colômbia)

10h – Roda de Conversa: 3º Congresso Latino-Americano de Cultura Viva Comunitária

Local: Sala dos Toninhos – Estação Cultura

Espaço dedicado à organização, preparação e construção colaborativa do III Congresso Latino – Americano de Cultura Viva Comunitária, que acontecerá de 20 a 26 de novembro de 2017.

13h – Almoço 

14h – Tecendo Redes e Sistematização da Carta de Compromissos de Campinas para  3º Congresso Latino-Americano de Cultura Viva Comunitária- Quito Equador

Local: Sala dos Toninhos – Estação Cultura

 

 

 

Tags |